22 de Março de 2017 |
Última atualização 0:0
Comentamos
Conheça Rosa Parks, a costureira que disse "Não" e desencadeou uma revolução
31/12/2016
No 12º ano Afropress amplia em 200 mil número de leitores
Da Redação

S. Paulo – A Afropress, a única Agência de Notícias no Brasil operando on line com produção de conteúdo jornalístico focado no tema do combate ao racismo e na defesa dos direitos civis e políticos da população negra brasleira, entra em 2017, o décimo segundo ano de sua história, consolidando e ampliando o seu público leitor.

De acordo com as estatísticas do provedor Locaweb em 2016, o número de leitores ultrapassou a casa de meio milhão – 647.884 mil pessoas acessaram as páginas do Portal, com uma média diária de leitores de 1.770,17.

O balanço que é feito anualmente no último dia de cada ano registrou, em 2015 456.865 mil acessos entre 1º de janeiro e 31 de dezembro.

Segundo o relatório este ano o Portal ganhou quase 200 mil novos leitores: 191.019 novas pessoas passaram a acessar as páginas da Afropress em busca de informações sobre a realidade dos negros brasileiros e a luta contra o racismo, um dos elementos estruturantes da desigualdade social brasileira. Também a média diária aumentou de 1.255 para 1.770,17.

No relatório divulgado são mostradas as sessões de visitantes no site, no intervalo padrão de uma semana. Uma sessão é definida como uma série de cliques no website por um visitante distinto durante um determinado intervalo de tempo. Uma sessão é iniciada quando o visitante chega  e é finalizada quando fecha o navegador ou permanece inativo acima do tempo limite.

Consolidação com independência e autonomia

Segundo o editor, jornalista Dojival Vieira, os números comprovam a consolidação de um público leitor fiel, que vem se ampliando a cada ano.

“Esses dados só aumentam nossa responsabilidade em fazer um jornalismo independente e de qualidade”, acrescenta.

Para 2017, o jornalista anuncia planos de tornar o site mais interativo e dinâmico, abrindo–se a novas sessões e com a utilização maior de imagens e vídeos.

Também a interação com o público leitor será valorizada. “Queremos que os leitores de Afropress que este ano completa 12 anos participe mais do Portal e opine sobre as matérias. Vamos retomar a idéia de um Conselho Editorial, que torne a Afropress cada vez mais plural, sem descuidar da qualidade da informação que veiculamos”, acrescentou.

O editor, como faz habitualmente, agradeceu aos milhares de eleitores e a equipe de colunistas e articulistas que colaboram voluntariamente com a Afropress. “É graças a esse fiel público leitor e a colaboração voluntária dos nossos colunistas e articulistas que conseguimos nos manter há 12 anos, fazendo jornalismo independente de governos, com autonomia em relação a partidos e com a qualidade que explica a credibilidade que adquirimos”, finalizou.

 


Artigos Relacionados
Quase oito anos depois, Januário espera por Justiça
Mato Grosso do Sul terá primeira Delegacia para punir racismo
Evento na Unesp celebra Dia Internacional contra a Discriminação Racial
Ativistas lançam campanha "Justiça por João Victor" e boicote a rede Habib's
Twitter
Facebook
Todos os Direitos Reservados