22 de Março de 2017 |
Última atualização 0:0
Comentamos
Conheça Rosa Parks, a costureira que disse "Não" e desencadeou uma revolução
03/01/2017
Coronel Helena será a 1ª mulher negra no 1º escalão em S. Paulo
Da Redação, com informações do Governo de S. Paulo

S. Paulo – A coronel PM Helena dos Santos Reis será a nova Secretária chefe da Casa Militar do Governo de S. Paulo. É a primeira vez que uma mulher negra assume um cargo de primeiro escalão no Estado. Ela vai substituir o coronel PM José Roberto Rodrigues de Oliveira.

A coronel  ocupava o Comando de Policiamento do Interior 5 – Região de Rio Preto.  Nascida em uma família de policiais militares, Helena ingressou na Academia do Barro Branco em 1.989. Após os quatro anos iniciais de formação, atuou até 1.994 na região central da capital paulista, sendo transferida em 1.995 para Catanduva e depois para S. José do Rio Preto, onde permaneceu. Em 2014, foi chefe da 3ª Seção do Estado Maior.

Promovida a coronel em março de 2015, Helena tornou-se responsável pelo curso de formação de Sargentos e, em maio do mesmo ano, Comandante do Policiamento do Interior 5.

Para a coordenadora de Políticas para as Populações Negra e Indígena do Estado de S. Paulo, professora Elisa Lucas Rodrigues, a nomeação da coronel Helena – mulher e negra – pelo governador Geraldo Alckmin, é um marco porque demonstra que o Governo de S. Paulo está sensível a presença de negros no primeiro escalão do Estado. "A nomeação da coronel Helena dos Santos Reis como Secretária da Casa Militar nos mostra que é o reconhecimento do trabalho dessa moça. Eu a conheci em S. José do Rio Preto há mais de 10 anos. Sempre foi uma pessoa focada em sua missão na Polícia Militar. É uma pessoa serena, mas muito firme em seus propósitos. Parabéns governador Alckmin. A escolha foi perfeita", concluiu.

 
 

 


Artigos Relacionados
Quase oito anos depois, Januário espera por Justiça
Mato Grosso do Sul terá primeira Delegacia para punir racismo
Evento na Unesp celebra Dia Internacional contra a Discriminação Racial
Ativistas lançam campanha "Justiça por João Victor" e boicote a rede Habib's
Twitter
Facebook
Todos os Direitos Reservados