21 de Julho de 2018 |
Última atualização :
Comentamos
William Waack em entrevista a Revista Raça
24/04/2017
Na véspera do dia da Abolição, MP paulista promove debate sobre Des(igualdade) Racial
Da Redação

S. Paulo – O Ministério Público do Estado de S. Paulo promove no próximo dia 12 de maio – véspera do dia em que serão lembrados os 129 anos da Abolição da Escravidão no Brasil -, com a presença da ministra dos Direitos Humanos, desembargadora Luislinda Valois, seminário que terá como tema o “Ministério Público e a (Des)igualdade racial no Brasil”.

O Seminário, tem o apoio do Grupo de Pesquisa e Impunidade Criminal da Pontifícia Universidade Católica de S. Paulo (PUC), do CAO – Direitos Humanos (Centro de Apoio Operacional Cível e de Tutela Coletiva) e acontece na sede do MP paulista (Rua Riachuelo, 115 – 9º andar, em frente ao Largo S. Francisco – Centro) e tem como público alvo, os próprios membros do MP, estagiários, estudantes e demais interessados.

As inscrições devem ser feitas até o dia 11 de maio, ou enquanto houver disponibilidade de vagas pelo e-mail: eventos@mpsp.mp.br. Segundo Christiano Jorge Santos, promotor de Justiça e Professor de Direito Penal da PUC, as vagas são limitadas e serão entregues certificados aos participantes.

Confira a programação:

8h30 – Recepção e Credenciamento

9h – Abertura

Gianpaolo Paggio Smanio – Procurador Geral de Justiça

José Antonio Franco da Silva – Sub-Procurador-Geral de Justiça de Políticas Administrativas e Institucionais

9h15 – Exibição de vídeo

9h30 às 10h10 – Política Nacional de Igualdade Racial

Luislinda Dias de Valois Santos – Ministra dos Direitos Humanos

10h10 às 10h50 – A experiência da Promotoria Especializada no enfrentamento ao racismo em Salvador

Lívia Maria Sant’anna Vaz – Promotora de Justiça de Salvador/BA

10h50 às 11h10 – Intervalo

11h10 às 11h40 – Debate

Christiano Jorge Santos – Promotor de Justiça e Professor de Direito Penal da PUC/SP

Carmem Dora de Freitas Ferreira – Advogada presidente da Comissão da Igualdade Racial da OAB/SP

11h40 às 12h15 – Perguntas do público

12h15 às 12h30 - Encerramento


Artigos Relacionados
Tribunal de Justiça de SP absolve acusados no caso Januário
Fernandinho vira alvo de racistas pela derrota para Bélgica
Presidente da UGT abre Oficina de Formação com perspectiva de gênero e raça
Novo governador de SP cancela campanha contra o racismo
Twitter
Facebook
Todos os Direitos Reservados