24 de Junho de 2018 |
Última atualização :
Comentamos
William Waack em entrevista a Revista Raça
09/11/2017
Globo afasta jornalista William Waack por declarações racistas
Da Redação, com informações das Agências

S. Paulo – Um vídeo com comentários racistas provocou o afastamento do apresentador William Waack, há anos apresentador do Jornal da Globo pela direção da emissora. No vídeo, que viralizou nas redes sociais, o âncora se posta ao lado do comentarista Paulo Sotero, à frente da Casa Branca, em Washington, durante a cobertura das eleições americanas no ano passado.

Nesse meio tempo, enquanto Waack se preparava a entrar no ar, um carro começa a buzinar. “Está buzinando por quê, seu merda do cacete? Não vou nem falar, porque eu sei que é, é preto. É coisa de preto”, comentou o jornalista se dirigindo ao comentarista.

Veja o comentário de Waack. https://youtu.be/6BjYQIkykJY

A direção da TV afastou o jornalista e divulgou nota afirmando que “a Globo é visceralmente contra o racismo em todas as suas formas e manifestações. Nenhuma circunstância pode servir de atenuante. Diante disso, a Globo está afastando o apresentador William Waack de suas funções em decorrência do vídeo que passou hoje a circular na internet, até que a situação esteja esclarecida”.

A Globo informa que o futuro do âncora do Jornal da Globo será definido nos próximos dias. “William Waack é um dos mais respeitados profissionais brasileiros, com um extenso currículo de serviços ao jornalismo. A Globo, a partir de amanhã, iniciará conversas com ele para decidir como se desenrolarão os próximos passos”.

O jornalista, de 65 anos, estava à frente do Jornal da Globo, desde 2005. Ele ainda apresentava o “Painel”, programa de entrevistas e debates da GloboNews. Waack atuou como correspondente internacional, primeiro na imprensa escrita, e depois, na Globo, cobrindo os principais conflitos internacionais nas últimas décadas do século 20.

Indignação

O comentário do jornalista provocou revolta e indignação nas redes sociais. O ex-presidente da Fundação Cultural Palmares, Zumbi Araújo. “É preto. Isto é coisa de preto. Esta expressão é o retrato mais bem acabado do racismo à brasileira. Revela o desprezo, a arrogância e o ódio que os racistas carregam no peito, assim como a profundidade com que ele está presente na sociedade brasileira. Do mesmo, este é também o perfil mais bem acabado de parte da elite brasileira. Ele é bem nascido, rico, culto, famoso, porém um racista. Nada ais que isto – um racista. A frase foi dita com tanta força, com tanta convicção, que não há como explicar ou justificar”, afirmou.

Para Zulu, “por mais que saibamos que o Brasil é um país racista, ouvir isto de viva voz de um dos porta-vozes televisos da elite brasileira, dói”. “Dá raiva e nos deixa indignaos. Temos que exigir que a Globo, não apenas o afastamento provisório dos noticiários, mas que haja com ele, com a mesma dureza com que ele ofendeu mais da metade da população brasileira”, concluiu.


Artigos Relacionados
França exonera chefe da coordenação negra, aliada de Alckmin
Carrefour responderá, de novo, por racismo de segurança em loja
Barbosa se filiará ao PSB e será candidato a Presidência este ano
Vereadora negra do Psol é morta a tiros no centro do Rio
Twitter
Facebook
Todos os Direitos Reservados