21 de Julho de 2018 |
Última atualização :
Comentamos
William Waack em entrevista a Revista Raça
13/03/2018
Campos do Jordão discute “privilégio branco” em "Diálogos"
Da Redação

Campos do Jordão/SP – Campos do Jordão, cidade/refúgio da classe média alta paulistana, em especial, no inverno por causa do clima europeu e as belezas naturais da Serra da Mantiqueira, discute neste domingo (18/03) um tema que pode causar estranheza e incômodo aos seus frequentadores habituais.          

“Privilégio branco” é o tema que será abordado por quatro ativistas negros, dentro do ciclo de debates promovido pelo projeto "Diálogos Impertinentes", criado pelos consultores Gustavo Prudente e Ricardo Arroio.

O tema, de acordo com os idealizadores, é uma provocação sobre o que significa ser branco no Brasil e como isso impacta quem não é branco. "Assim, tanto quem se identifica com o lugar de privilégio, quanto quem é afetado por ele, poderá expandir sua percepção sobre o tema e sua própria vida e ter mais recursos para democratizar a nossa sociedade", acrescenta Prudente, que já tem larga experiência como facilitador desse tipo de encontro.

Roda de conversa

A roda de conversa utiliza a estratégia da dinâmica participativa, em que, a qualquer momento, o público poderá intervir para fazer observações que julgar pertinentes.

Os convidados desta primeira sessão de "Diálogos Impertinentes" serão o jornalista e advogado, Dojival Vieira, editor da Agência Afroétnica de Notícias – Afropress -, agência de noticias on line, especializada em jornalismo focado nos temas de combate ao racismo e defesa dos direitos civis e políticos da população negra brasileira. Como advogado tem atuado em ações ações relacionadas a práticas do racismo e da discriminação nas relações de consumo; Maurício de Paula e Luana Rosa, moradores de Pindamonhangaba, criadores, com Alexandre Rocha, do Cine Didùn, iniciativa que compartilha com uma comunidade mais ampla filmes que abordam a temática brasileira, em geral, incluindo questões sobre ser negro no Brasil; e Negra Vah, moradora de São Paulo, cantora lírica, que reflete sobre o lugar da mulher negra na arte brasileira.

Diálogos

O Projeto “Diálogos Impertinentes” funciona como plataforma de conversa presencial e virtual. Para isso, realiza eventos abertos, em que o público é convidado a conversar sobre algum tema, mediado por um ou mais facilitadores. Os "Diálogos" são gravados e veiculados em mídias sociais, de modo a que a conversa possa se retroalimentar e se estender para os encontros presenciais seguintes.


O “Diálogos Impertinentes” acontece neste domingo das 11h às 13h, no auditório Cláudio Santoro, do Museu Felícia Leirner (Avenida Dr. Luis Arrobas Martins, 1.880 – Campos do Jordão. A entrada é franca.

 


Artigos Relacionados
Tribunal de Justiça de SP absolve acusados no caso Januário
Fernandinho vira alvo de racistas pela derrota para Bélgica
Presidente da UGT abre Oficina de Formação com perspectiva de gênero e raça
Novo governador de SP cancela campanha contra o racismo
Twitter
Facebook
Todos os Direitos Reservados