21 de Julho de 2018 |
Última atualização :
Comentamos
William Waack em entrevista a Revista Raça
07/07/2018
Fernandinho vira alvo de racistas pela derrota para Bélgica
Da Redação, com informações das Agências

S. Paulo - A derrota do Brasil para a Bélgica por 2 a 1 nas quartas de final, o que resultou na eliminação da seleção da Copa na Rússia, foi o pretexto para nova onda de ataques racistas que, desta vez, tiveram o meio-campista Fernandinho e o atacante Gabriel Jesus como alvos preferenciais.

Fernandinho, que fez o gol contra, foi o principal visado e precisou bloquear os comentários em sua conta oficial. A nova onda racista, lembra o caso do goleiro Barbosa, responsabilizado na Copa de 50 pela derrota para o Uruguai. Barbosa morreu triste e amargurado pela injustiça.

Curiosamente, o goleiro Júlio Cesar, branco, que sofreu os 7 gols da Alemanha na maior derrota já sofrida pela seleção brasileira numa Copa do Mundo, em nenhum momento foi responsabilizado, o que comprova que os alvos sempre são os negros, numa seleção majoritáriamente formada por negros.

Solidariedade

Após os ataques, uma onda de solidariedade também tomou conta das redes sociais, com críticas às ofensas e apoio aos jogadores.                                               

"Os brasileiros não sabem perder e precisam achar um culpado pra ofender... Que vergonha!!!". "Parabéns Guerreiro, parabéns pela garra e pela luta... vocês todos do time merecem todo o respeito pela garra". "Não liguem para o que os outros falam, você jogou, você tentou rapaz e não se preocupe Deus tem o melhor pra ti até o fim!!", foram algumas das mensagem publicadas.


Artigos Relacionados
Tribunal de Justiça de SP absolve acusados no caso Januário
Presidente da UGT abre Oficina de Formação com perspectiva de gênero e raça
Novo governador de SP cancela campanha contra o racismo
França exonera chefe da coordenação negra, aliada de Alckmin
Twitter
Facebook
Todos os Direitos Reservados