14 de Dezembro de 2018 |
Última atualização :
Comentamos
Manifestações em todo o país pelo Dia da Consciência Negra
09/10/2018
Carta Aberta aos adeptos do Cavaleiro das Trevas. Não passarão!
Dojival Vieira

É Advogado, jornalista e editor responsável pela Afropress
Não estamos, nem vivemos tempos normais. Não se trata de ser a favor do PT, outra contra o PT. Não se trata de fazer a defesa de Lula que, aliás, está preso e cumpre pena de 12 anos e um mês por corrupção e lavagem de dinheiro, ou condená-lo.
 
Se trata de construir uma poderosa resistência a onda fascista em que o país está mergulhado e que vai nos levar, mais dia, menos dia, a uma ditadura, que pode ser muito mais sanguinária do que a que tivemos por 21 anos - de 1.964 a 1.985.
 
Não passarão!
 
Desta vez, essa massa insana que acha normal naturalizar a tortura, a violência contra negros, homossexuais e mulheres, dará suporte a repressão a todos aqueles que amam a liberdade.
 
Tem sido recorrente que idiotas atribuam o velho rótulo de "comunistas", de "esquerda", a todos os que não aceitam a fraude e o embuste desse candidato cavaleiro das trevas. Tentam recuperar o mantra da guerra fria para eleger um inimigo. Da mesma forma como o nazismo fez na Alemanha de Hitler, quando o judeu virou o inimigo a ser extirpado.
 
Não passarão!
 
Aliás, essa palavra, tem sido comum nos comentários nas redes sociais, sempre na boca da turba ignara e insana, que se comporta como se estivesse a caminho de um linchamento: "erradicar", "extirpar" a esquerda; "vai prá Venezuela" (Cuba saiu de moda), e outras idiotices, típicas de ignorantes que se põem a repetir frases como se tivessem passado todos por uma lavagem cerebral coletiva.
 
Não passarão!
 
Não estamos, nem vivemos tempos normais.
 
Não é o caso de discutir os erros, os crimes que o PT cometeu. Não é o caso de discutir se Lula e o petismo são, em grande parte, responsáveis por isso tudo o que está acontecendo no país.
 
Mas, está claro, que essa conversinha de que "temos que derrotar o PT, impedir a volta do PT ao governo", é uma mentira canalha, que você conta prá você mesmo, para acalmar sua consciência culpada e, de forma hipócrita, esconder que você vota no candidato que celebra a tortura de seres humanos e homenageia torturadores, porque você é igual a ele.
 
Pare com essa conversinha hipócrita. Se fôsse para derrotar o PT, você tinha, pelo menos mais 10 candidatos que poderiam fazê-lo.Vou citá-los para refrescar a sua memória fraca ou cínica: Ciro Gomes, Marina Silva, Geraldo Alckmin, Álvaro Dias, Henrique Meirelles, João Amoêdo, João Goulart Filho, Cabo Daciolo, Guilherme Boulos, Eymael, Vera Lúcia.
 
Nenhum destes - que abarcam posições de todo o expectro político e ideológico - abriu a boca para incitar o ódio entre brasileiros, desrespeitando negros, gays, mulheres.
 
Assumam de uma vez por todas que o que os liga de forma tão fervorosa ao dito candidato é a semelhança do vosso pensamento, o que é espantoso, porque no dia a dia, na convivência social, você jamais teve a coragem de assumir esse lado sombrio. É hipócrita, uma mentira despudorada essa sua indignação.
 
Não passarão!
 
O curioso é que a maioria de vocês se apresenta como cristãos, apegados aos valores da família - alguns até evangélicos fervorosos, que seguem à risca negociantes da fé construtores de impérios às custas do suado dinheirinho dos pobres.
 
Você é uma mentira trágica. Se essa febre que lhe acometeu não passar rápido (ainda há tempo), você será responsável, no futuro, pelos seus filhos, pelos seus netos, pelas novas gerações por ter ajudado a mergulhar esse país nas trevas com sofrimento e dor a milhões de pessoas.
 
Esse nosso lindo país, não merece, isso!
 
Não passarão!
 
Ontem, um (08/10) um mestre de capoeira, o Mestre Moa, fundador do Bloco Badauê da Bahia, foi assassinado, em Salvador, por um de vocês. Sabe qual a razão? Porque Mestre Moa disse não gostar do candidato de vocês. Foi essa "razão" para ser morto com 12 facadas.
 
A aprovação que você dá ao seu candidato, para dizer e naturalizar as aberrações que diz e fazer a apologia da violência, já começou a abrir as portas do inferno, porque se alguém que quer ser presidente da República pensa assim, então os mais baixos e maus sentimentos estão liberados.
 
Não se estranhe se o número de homossexuais que já são assassinados diariamente, aumentar exponencialmente; não se estranhe se aumentar a violência doméstica e o estupro de mulheres; o seu candidato já disse que não estruparia uma colega de parlamento - a deputada Maria do Rosário - porque "ela era muito feia".
 
Não passarão!
 
Só que o lado de cá, aqueles que não abdicam da nossa humanidade, dos valores que nos fizeram chegar até aqui, e que permitem a convivência civilizada e a luta diária para fazer com que esse país se torne um lugar justo e solidário para todos - não vamos desistir. Nem nos acovardar.
 
Vamos organizar a resistência.
 
Não passarão!
 
E como de outras vezes em que a ditadura, opressão, o horror, foi imposto pelas baionetas, haveremos de vencer e atravessar a noite escura e esses dias trevosos em que você está ajudando a mergulhar esse nosso país.
 
Não passarão!
 
 

"Este artigo reflete as opiniões do autor e não do veículo. A Afropress não se responsabiliza e nem pode ser responsabilizada pelas informações, conceitos ou opiniões do (a) autor (a) ou por eventuais prejuízos de qualquer natureza em decorrência do uso da informações contidas no artigo."
Artigos Relacionados
A colagem de Arya Haliba
O empreendedor Barão de Mauá (1.813-1889)
A generalização como recurso de linguagem e porta para a injustiça
"A Democracia está em risco, acordem!"
Twitter
Facebook
Todos os Direitos Reservados