22 de Setembro de 2020 |
Última atualização :
Comentamos
Ativista negra se declara inocente e acusa justiça seletiva
04/06/2020
O protagonismo do jovem trabalhador negro e periférico
Márcio Alexandre Martins Gualberto

É jornalista, ativista do movimento negro e sacerdote de Ifá

A torcida organizada é tradicionalmente um espaço ocupado por jovens trabalhadores negros e periféricos que levam para aquele ambiente as durezas que vivenciam no dia a dia. Não são usuários constantantes de redes sociais, não se preocupam com lacração e já tem suas identidiades forjadas na correria cotidiana.

É significativo que neste m omento seja essa juventude a assumir a vanguarda na luta contra o fascismo. É cedo ainda afirmar se é um movimento consistente, mas, se for, em pouco tempo teremos o surgimento de novas lideranças políticas com as quais os partidos políticos e os setores academicos terão que aprender a lidar.

Sintomaticamente, Ciro Gomes em uma entrevista na semana passada afirmou que para lutar contra a milícia bolsonarista ele iriia organizar os jovens da periferia. Ou Ciro deu um tiro muito certo, ou está muito bem informado, ou, ainda, ele falou de algo que já está, de uma forma ou outra, realizando.

 


"Este artigo reflete as opiniões do autor e não do veículo. A Afropress não se responsabiliza e nem pode ser responsabilizada pelas informações, conceitos ou opiniões do (a) autor (a) ou por eventuais prejuízos de qualquer natureza em decorrência do uso da informações contidas no artigo."
Artigos Relacionados
Testemunho para a história
BRASIL REBELDE: MANIFESTO EM DEFESA DA VIDA, DA LIBERDADE E DA DEMOCRACIA
O Correio Braziliense (1808 -1822) e a Escravidão no Brasil
Estudos culturais: O jazz na sala de Aula
Twitter
Facebook
Todos os Direitos Reservados