23 de Janeiro de 2019 |
Última atualização :
Comentamos
Manifestações em todo o país pelo Dia da Consciência Negra
Mais vistos
26/12/2018
Clã da Negritude
Estevão Silva

É graduado em Direito pela UNESP

No dia 05 de novembro de 2018. o Clã da Negritude comemorou mais um ano de vida. Nestes três anos de muitas lutas e resistências cada membro da família Clã da Negritude deu o melhor de si para que a população negra brasileira pudesse experimentar dias melhores com o resultado de nossos trabalhos.

Fizemos tudo aquilo que estava ao nosso alcance movidos por puro desejo de que nossos irmãos, filhos e amigos pudessem viver de forma livre e em condições de serem o que eles quisessem ser. Com os trabalhos realizados pelo Clã da Negritude, com um nobre desejo buscamos auxiliar para que os brasileiros socialmente mais vulneráveis pudessem desfrutar do direito fundamental à sua dignidade humana: direito vital basilador para qualquer ser humano.

O Clã da negritude é um grupo formado por pessoas com diferentes formações acadêmicas, as quais se reúnem regularmente para fazer e propor ações de combate às várias formas de racismo existentes no Brasil. As ações de racismo, ao contrario do que pode se supor, não é algo que prejudica exclusivamente os brasileiros descendentes escravizados. O racismo é um prejuízo social que atinge todos os brasileiros indistintamente. 

Especialmente nos países onde houve a Diáspora Africana (negra) os negros se organizaram em Clãs, em cada cidade, país ou continente esses clãs se registram com diversos nomes diferentes, no entanto na gênese destes diversos grupos está o núcleo básico que é a união e fortalecimento da população negra, não como seres supostamente superiores a qualquer outro, mas como detentores de direitos e obrigações como todos os demais.

Ao longo destes três anos o Clã da Negritude vem desenvolvendo muitas atividades em beneficio, não exclusivamente da população negra. visando especialmente assegurar direitos dos socialmente menos favorecidos. Desse modo, suas ações podem, em determinados casos incluir, preservar e garantir direitos também dos brasileiros brancos pobres.

Os quais se beneficiam das lutas do Clã da Negritude por integral igualdade de direitos entre os brasileiros. Vale citar algumas destas ações: a) A divulgação de trabalhos e eventos da população negra; b) A discussão e a busca da compreensão da temática- “A solidão da mulher negra”; c) o empoderamento de jovens e adultos que moram nas regiões periféricas sobre os seus direitos e garantias fundamentais, com o tema- “Você tem passagem”; d) A orientação jurídica gratuitas as pessoas socialmente vulneráveis vitimas do crime de racismo; e) No intuito de aumentar e capacitar profissionais aptos a atuarem em defesa de direitos da população apoiamos a ANAN - “Associação Nacional da Advocacia Negra”; f) sensibilizados com a situação psicológica das pessoas vitimas de racismo e discriminação reunimos um grupo de psicólogos clínicos para realizar o atendimento de pessoas que foram vítima do crime de racismo; g) Realizamos palestras, orientações e grupos de discussão em diversas escolas públicas e privadas, faculdades, universidades, casas, terreiros e igrejas, sempre visando dividir com a população brasileira um pouco de nosso conhecimentos e possíveis caminhos para a solução conjunta de diversos conflitos sociais.

Bem resumidamente estes foram os principais trabalhos do Clã da Negritude nestes três anos que se passaram como mencionamos acima. Pode parecer que não fizemos muito, mas fizemos tudo que estava ao nosso alcance para tornar o mundo um lugar melhor para todos!

“O que fazemos é apenas uma gota no meio de um oceano. Mas sem ela, o oceano seria menor”.

 Madre Teresa de Calcutá

Para conhecer melhor o trabalho desenvolvido pelo Clã da Negritude ou fazer uma doação para os nossos projetos, entre em contato conosco através de nossa página do facebook/e-mail ou telefone:

facebook: Clã da Negritude

Instagran: Clã da negritude

Email: cladanegritude@gmail.com

Fone: (11) 96369-3172

Diretoria: Clã da Negritude.

Estevão Silva é graduado em Direito pela UNESP. Lançou o livro: “Vozes Emergentes: Educação e questões Étnicos Raciais” – 2016. Trabalho no escritório Estevão Silva Advogados Associados. Presidente da ONG: “Clã da Negritude”, Presidente da Associação Nacional da Advocacia Negra. É advogado do “Instituto Cultural Filadélfia” e a da “Associação Internacional Islâmica para o Ensino do Alcorão e Sunnah no Brasil – Ummah Brasil”. É membro da Comissão do Advogado no Tribunal do Júri. Consultor e palestrante na área de discriminação e racismo.


"Este artigo reflete as opiniões do autor e não do veículo. A Afropress não se responsabiliza e nem pode ser responsabilizada pelas informações, conceitos ou opiniões do (a) autor (a) ou por eventuais prejuízos de qualquer natureza em decorrência do uso da informações contidas no artigo."
Artigos Relacionados
À luta, cidadãos!
A colagem de Arya Haliba
O empreendedor Barão de Mauá (1.813-1889)
A generalização como recurso de linguagem e porta para a injustiça
Twitter
Facebook
Todos os Direitos Reservados