12 de Dezembro de 2018 |
Última atualização :
Comentamos
Manifestações em todo o país pelo Dia da Consciência Negra
Mais vistos
20/11/2018
Dia da Consciência homenageia a luta negra em todo o país
Da Redação, com informações das Agências e do G1

S. Paulo – O Dia Nacional da Consciência Negra foi celebrado nesta terça-feira – 20 de Novembro – em todo o país. Nas principais capitais brasileiras como S. Paulo, Salvador, Rio e Brasília, negros e antirracistas saíram às ruas para lembrar e homenagear a luta de Zumbi dos Palmares. Em várias capitais e centenas de municípios, a data é considerada feriado.

Em S. Paulo, os manifestantes começaram a se reunir no início da tarde no vão livre do Museu de Arte Moderna de S. Paulo (MASP). Antes da marcha pela Avenida Paulista em direção a Consolação, aconteceram apresentações de percussão, danças de religiões de matriz africana e exibição de capoeiristas. Faixas, cartazes e palavras de ordem contra o racismo foram a tônica de toda a manifestação. Por volta das 19h, os manifestantes chegaram ao Theatro Municipal, onde o ato foi encerrado.

Em Salvador, a manifestação começou por volta das 16h30, no Centro de Salvador. A 39ª Caminhada da Consciência Negra Zumbi dos Palmares saiu do Largo do Campo Grande em direção a Praça Castro Alves. A Avenida Sete de Setembro ficou completamente tomada pelos manifestantes e o trânsito parou por algumas horas.

A Coordenação Nacional de Entidades Negras (CONEN), organizadora da manifestação calculou em 5 mil pessoas o número de manifestantes. Este ano os homenageados foram Osvaldo Orlando da Costa, o comandante Oswaldão, líder da guerrilha do Araguaia, Mestre Moa do Katendê, assassinado este ano por um fanático bolsonarista, Marielle Franco, vereadora carioca assassinada também este ano, e Charlione Lessa Albuquerque, morto em outro quando participava de uma manifestação no Ceará. A manifestação acabou por volta das 20h, na Praça Castro Alves.

Confira o vídeo:

https://www.youtube.com/watch?v=nYXdGw0lizY

 Rio

No Rio, as manifestações pelo Dia da Consciência Negra começaram cedo. Debaixo de chuva os cariocas se reuniram em frente ao Monumento Zumbi dos Palmares, na Avenida Presidente Vargas, no centro, para celebrar a data, com apresentações de capoeira, queima de fogos e lavagem do busto de Zumbi pelas baianas.

O Grupo de Afoxé e o Bloco Barra Vento apresentaram homenagem a Zumbi, líder da resistência contra a escravidão, cujo nome está celebrizado como herói nacional, no Panteâo da Pátria, em Brasília.

"Hoje, nós celebramos todo nosso axé, resistência e força de combate ao racismo, intolerância religiosa e qualquer forma de perseguição. A nossa reversão contra o racismo é o amor e a nossa união", disse Luis Eduardo Negrogun, presidente do Conselho Estadual dos Direitos do Negro (Cedine).

 


Artigos Relacionados
Loja da morte da cadelinha é a mesma em que o negro Januário foi torturado
Prefeito de SP assina Plano de Promoção da Igualdade Racial
Museu Felícia Leirner, de Campos, promove oficina com a Comunidade Negra
Discriminação contra negros por seguranças são rotina no Brasil
Twitter
Facebook
Todos os Direitos Reservados