Nada pessoal.

Ouça sem ouvidos moucos. Veja com olhos atentos, principalmente as entrelinhas e os atos falhos. O que estas pessoas estão falando são chavões recorrentes sobre racismo no Brasil. É um linguajar pseudo universitário de político de esquerda medíocre, nenhum conteúdo, apenas a baba bajuladora de puxa sacos no exercício de sua constrangedora função de defender o regime em troca de alguma vantagem pessoal.

É preciso denunciar mais veementemente: estas pessoas NÃO SÃO "o Movimento Negro" como afirmam. Não têm a menor legitimidade, NÃO gozam de credibilidade alguma, nem mesmo entre a maioria dos ativistas negros do país. Estas pessoas, enfim, NÃO REPRESENTAM os negros do país em luta pela erradicação do racismo. Estas pessoas não passam muito de oportunistas ocupando carguinhos medíocres e subalternos na ante-sala da Casa Grande.

É preciso denunciar veementemente, repito: estas pessoas não passam de quadros de instituições governamentais, militantes do partido no Governo, pinçadas aqui e ali em "SEPPIRs" e demais estruturas negro-governistas, para atravancar, adiar, atenuar, inviabilizar enfim as reivindicações mais estratégicas e as graves demandas da luta anti racista, principalmente dedicadas portanto em barrar a nossa justa indignação e o nosso protesto.

Estas pessoas NÃO querem achar o Amarildo, pouco se lixam para o genocídio da juventude negra, para a opressão racista dos guetos ocupados por UPPs (uma política, aliás, dos Governos que defendem).

O movimento social brasileiro, de forma geral, foi capturado, cooptado quase que inteiramente pelo PT e pelo Governo. Sem dúvida este aparelhamento do movimento social, típico das estratégias populistas desta "esquerda" arcaica que nos governa, está na raiz da formidável crise de representatividade que vivemos, que instila cada vez mais radicalismo nas manifestações populares, cada vez mais exasperadas e violentas.

O racismo sofrido por milhões de negros no Brasil, que recrudesce dia a dia, é um problema estrutural no contexto de nossa ansiada democracia. O sistema é racista, logo, por mais que a demagogia dos discursos afirme o contrário, o Governo também É RACISTA.

As pessoas articuladas nesta suja tarefa de dar suporte ao Governo petista, se apropriando de funções de intermediação para as quais jamais foram escolhidas pelas bases, neste sentido não passam de traidores vulgares, colaboracionistas que precisam ser identificados, desmoralizados, denunciados e afastados do caminho como estorvo que são.

A luta contra o racismo no Brasil necessita, urgentemente de uma liderança efetiva, combativa e legítima. O momento é grave e constrangedor.

Por um Movimento Social – e Negro – independente!

Nada pessoal.

Representantes do Movimento Negro falam para o Blog do Planalto: Veja o vídeo.

http://youtu.be/lSS_kaeouMY

Antonio José do Espírito Santo (Spírito Santo)