S. Paulo – A Editora Abril, que detém entre outros veículos a Revista Veja, deve apresentar até o final deste mês, ao juiz Régis Rodrigues Bonviccino, do Fórum Regional de Pinheiros, as cópias do contrato com o Grupo Naspers, um dos pilares de sustentação do regime de segregação racial mantido pelo regime racista da África do Sul.
O Grupo, que apoiou o apartheid, adquiriu no mês passado 30% das ações do Grupo Abril, um negócio estimado em US$ 422 milhões. O caso passou a ter forte repercussão a partir da briga travada entre o Grupo Abril e o Grupo Bandeirantes, detentor da Rádio e TV Bandeirantes por causa das denúncias de “Veja” envolvendo a sociedade entre a Band e a Play TV, que tem como um dos proprietários, o empresário Fábio Luiz, o Lulinha, filho do presidente Lula.
A advogada Carmen Dora, presidente da Comissão do Negro e Assuntos Anti-Discrimnatórios da OAB de S. Paulo, reiterou a Afropress que o caso é preocupante e a sociedade deve estar vigilante.
Negócio milionário
A participação do grupo sul-africano no negócio foi o maior investimento feito no exterior.
Embora a família Civita, proprietária da Abril permaneça no controle, a Naspers terá assento no Conselho de Administração. O acordo envolve a holding Abril S.A., integrada pela Editora Abril S. A., editoras Ática e Scipione e TVA. As negociações aconteceram no mês passado, depois dos primeiros contatos iniciados em janeiro.
Segundo Koos Bekker, CEO da Naspers, “o Brasil é um mercado atratativo, onde o forte crescimento da economia irá dirigir também a expansão da mídia”. “Isso nos dá oportunidade de aplicar nosso expertise nos vários tipos de mídias em outro mercado emergente para aprender e participar do seu crescimento”, afirmou.
Roberto Civita foi mais otimista ao selar o acordo. “Nós estamos muito felizes com a nossa sociedade com a Naspers. Estou convencido que contribuirá para acelerar o crescimento e a diversificação da Abril nos próximos anos. Teremos muito prazer em trabalhar juntos e aprender um com o outro”.
O Grupo Abril emprega cerca de 6 mil pessoas nas áreas de revistas, livros didáticos, conteúdo online, internet em banda larga, TV sgmentada e por assinatura e data base marketing. A holding Abril S.A. é formada pelas empresas: Editora Abril S. A. (incluindo sua gráfica) e subsidiárias (Dinap S. A. e Datalistas S.A., editoras Ática e Scipione, Abril Marcas Ltda, Abril Comunicações e subsidiárias (TVA). O Grupo Abril possui ainda 70% das ações da MTV, em sociedade com a Viacom.
Teve receita de R$ 2,3 bilhões em 2005, 18,3% superior ao valor de 2004, de R$ 2 bilhões.
Já o Grupo Naspers, fundado em 1.915, é uma multinacional que atua nos segmentos da mídia eletrônica e impressa. Com faturamento de US$ 2,2 bilhões, publica mais de 30 revistas e cerca de 25 jornais, dos quais o maior é o “Dayly Sun”, na África do Sul. Atua em 50 países e tem negócios de Internet, TV paga e editora de livros.
Veja matéria do Jornal da Band:

http://www.band.com.br/jornaldaband/videos.asp?ID=323IDF=615

Da Redacao