Brasília – O interrogatório do estudante Marcelo Valle Silveira Mello, 20 anos, não será mais na segunda-feira, 23/01, às 15h, no Tribunal de Justiça de Brasília como estava previsto. Os advogados do acusado entraram com um incidente de insanidade mental – concedido pela juíza Ana Cláudia Loiola, da 6ª Vara Criminal de Brasília – forçando o adiamento do interrogatório que daria início ao julgamento.
Silveira Mello, estudante do Curso de Letras da UnB, é acusado pelo Ministério Público de crimes de racismo com base na Lei 7.716/89, por manter na Internet sites e mensagens em que fazia a apologia do ódio racial. Se condenado, pode pegar de 2 a 5 anos por cada um dos delitos de que é acusado. O estudante assumiu o primeiro a Afropress no dia 30 de julho do ano passado, sob o codinome de “BrOk3d – o justiceiro”, retirando-o do ar por mais de uma semana.
O Promotor Marcos Antonio Julião, que denunciou o estudante, disse que o recurso da defesa “não trará nenhum prejuízo ao processo, mas irá prolongar um pouco mais a sua tramitação”. Na prática o processo fica suspenso até que se resolva o incidente de sanidade.

Da Redacao