Curitiba – A advogada Andréia Cândida foi detida, xingada e humilhada por policiais militares de Curitiba na noite de sábado e madrugada de domingo (25/11). Ela disse que também sofreu torturas físicas e psicológicas e foi chamada de "negra vadia" pelos policiais. O advogado Elias Mattar Assad, constituído por Andréia já protocolou denúncia contra os policiais na sede do Grupo de Atuação Especial e Combate ao Crime Organizado (GAECO). Segundo ele, a ação policial não se pautou pela lei "e quando não se pauta pela lei é barbárie".

Depois de ser libertada na manhã de domingo, a advogada procurou a Associação Brasileira dos Advogados Criminalistas (Abracrim) para denunciar as agressões.

Violência e barbárie

A violência policial começou com a invasão de uma casa de uma família, no Bairro Alto, em Curitiba. Mesmo sem qualquer mandado, 11 pessoas foram agredidas e presas, inclusive uma senhora de 72 anos.

Segundo moradores, a polícia invadiu a casa após um motociclista se recusar a mostrar os documentos do veículo. O motociclista teria fugido para dentro da casa. "Eles já entraram com cassetete para um lado, chutes para o outro. Já foi derrubando tudo. Foram entrando e massacrando", contou ainda apavorada a aposentada Zulmira Floriano, acrescentando que se preparava para servir o jantar quando aconteceu a invasão. 

Selvageria

Vizinhos gravaram as agressões. Nas imagens, um morador, indignado, diz aos policiais, que levavam um garoto preso. “Agora vai falar que o piá (garoto) resistiu à prisão”. Um dos PMs, sai em busca de quem proferiu a frase. “Que você falou, hein, seu filho da p…?”, questiona o policial.

Segunda a advogada, ela foi a casa para saber o que estava acontecendo, e foi detida e encaminhada a um módulo da PM. “Eles me deram um tapa no rosto e me xingaram. Advogada, com essa corzinha, sua negra vagabunda, sua preta vadia”, diziam.

A violência policial foi admitida pelo corregedor-geral da Polícia Militar, César Kogut. “Existem indícios de que houve abuso de poder e abuso de autoridade. Isso vai ser apurado, tanto que foi aberto inquérito”, afirma.

Fonte: Com informações das Agências – Foto: Paraná online

Da Redacao