Manaus – A Secretaria de Cultura do Estado do Amazonas acaba de criar a Assessoria Especial para Assuntos de Negritude, que será ocupada pelo ativista, militante e Babalorixá Alberto Jorge Silva, presidente da Associação Amazonense de Psicologia, e presidente de Honra do Movimento Orgulho Negro.
O novo órgão liderou as atividades que marcaram o Mês da consciência negra no Estado, entre as quais uma exposição de quadros e uma celebração ecumênica reunindo o bispo da Igreja católica e pais e mães de santo de Manaus.
Também foi realizado culto afro com a participação de representantes de todos os terreiros de Manaus, palestras em Universidades e escolas, programas de rádio e TV, show Afro “A dança dos Orixás”, na Praça do Teatro Amazonas, Capoeira, Maculêle e duas sessões solenes, uma na Câmara Municipal e outra na Assembléia Legislativa.
Segundo o presidente de honra do Movimento do Orgulho Negro, Juarez da Silva, a criação da Assessoria para Assuntos de Negritude reflete o avanço da consciência negra no Estado e da luta contra o racismo e pela igualdade racial.

Da Redacao