S. Paulo – A morte cerebral do aposentado Domingos Conceição dos Santos (foto), de 47 anos, foi confirmada nesta terça-feira (11/05), de acordo com Boletim médico do Hospital São Camilo, onde estava internado desde a última quinta-feira (06/05).
Segundo os médicos, na tarde de segunda foi realizado o protocolo para constatação de morte encefálica do paciente, após o período de 72 horas necessário à metabolização das drogas neurodepressoras.
Domingos, de acordo com o Boletim médico, se mostrou arreativo e arresponsivo às manobras e testes neurológicos, ou seja, não respondeu. Às 18h30 foi realizado o Doppler transcraniano, confirmando ausência de perfusão sanguínea cerebral, o que é compatível com a morte encefálica.
Afamília decidiu que doará os órgãos do aposentado, segundo a viúva Vanda Soranso, 60 anos.
O aposentado, de 47 anos, foi baleado na cabeça após uma discussão com o vigia do banco de uma Agência do Bradesco, em S. Miguel Paulista, Zona leste de S. Paulo, depois de ser barrado na porta giratória por causa do marca-passo que usava.
A família já anunciou que entrará com ação de indenização por danos morais contra o Bradesco.

Da Redacao