S. Paulo – “Mais visibilidade e poder para as mulheres”. Este é o mote da segunda edição do Prêmio Theodosina Ribeiro, que será realizado no dia 21/03, no auditório Paulo Kobayashi, na Assembleia Legislativa de São Paulo. O objetivo da premiação é reconhecer ações de mulheres cujos trabalhos empoderam, impactam e influenciam decisivamente a vida de inúmeras mulheres de grupos vulneráveis. A premiação é uma iniciativa da deputada Leci Brandão (PCdoB).

Neste ano, as indicadas ao Prêmio foram escolhidas por diversas entidades e organizações da sociedade civil, como o Sindicato dos Comerciários, Sindicato das Empregadas Domésticas, Movimento de Moradia, Movimento LGBT, Elas por Elas, Geledes – Instituto da Mulher Negra, Unaccam, Pastoral Afro da Achiropita e pelos deputados Adriano Diogo, Janete Pietá e Leci Brandão e pela própria Dra. Theodosina Ribeiro.

Um projeto de resolução, de autoria de Leci, propõe que o prêmio passe a ter caráter permanente e que integre o calendário anual da Assembleia Legislativa, em especial no mês de março, alusivo às mulheres.

Em 2013 foi realizada a primeira edição do prêmio, que homenageou 10 mulheres. O evento contou com a parceria das entidades Elas por Elas – Vozes e Ações das Mulheres, Geledés – Instituto da Mulher Negra – e Unaccam –União e Apoio no Combate ao Câncer de Mama.

Theodosina Ribeiro

Nascida em 29 de maio de 1930, na cidade de Barretos (SP), Theodosina Rosário Ribeiro foi a primeira vereadora negra da Câmara Municipal de São Paulo, sendo eleita em 1970 com a segunda maior votação daquele pleito. Em 1974 foi eleita a primeira deputada negra da Assembleia Legislativa do Estado, onde ocupou também o cargo de vice-presidente. Formada em filosofia pela Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras da Universidade de Mogi das Cruzes, e advogada, pela FMU – Faculdades Metropolitanas Unidas, Dra. Theodosina se tornou uma referência e estímulo para negras e negros. Depois dela, outras mulheres negras se engajaram na vida pública.

Confira a lista das homenageadas em 2014:

  • Maria Júlia Coutinho – Jornalista
  • Maria Cândida de Paula Thomaz – Pastoral Afro da Achiropita
  • Regina Maria Semião – Sindicato das Empregadas Domésticas
  • Edna Almeida Lourenço – Ekdje Edna de Oiyá – Diretora do Instituto Cultural Babá Toloji
  • Zilda Thomas da Silva Souza – Movimento de Moradia
  • Cleonice Caetano Souza – Sindicato dos Comerciários
  • Maria de Lourdes Pereira da Cruz – Doné Lourdes de Togum
  • Carmem Dora – Presidente da Comissão da Igualdade Racial da OAB – SP
  • Laurinete Nazaré da Silva Campos (Dona Guga) Escola de Samba Morro da Casa Verde
  • Agatha Lima – Movimento LGBT
  • Ana Célia Minuto de Campos – Elas por Elas

 

Da Redação, com informações de Carla Nascimento, da Assessoria de Imprensa/Deputada Leci Brandão