S. Paulo – O ativista João Bosco Coelho, 56 anos, está internado desde o dia 30 de julho passado, no Hospital Santa Helena, no bairro da Liberdade, em frente ao Metrô São Joaquim, em S. Paulo.

Bosco foi internado com problemas pulmonares, passou por cirurgia e acabou tendo complicações que o levaram a permanecer por mais de quinze dias na Unidade de Terapia Intensiva, em estado de coma induzido.

Há três dias ele saiu do coma, porém, seu estado continua a inspirar cuidados. Segundo sua filha, Elaine Coelho, sua capacidade cardíaca, de acordo com os médicos, está reduzida a apenas 28%. Ele está consciente, mas muito frágil.

Elaine disse que a família já foi avisada de que o ativista poderá ter que se submeter a um transplante de coração, porém, a prioridade no momento é a melhora do seu quadro geral, especialmente, a recuperação das funções pulmonares. “Ele está melhor, mas seu estado é ainda bastante delicado”, contou Elaine.

João Bosco Coelho foi um dos fundadores do Movimento Brasil Afirmativo e um dos organizadores da Parada Negra de S. Paulo, em 2006 e 2007.  As visitas ao ativista, que ocupa o leito 502 da UTI do Santa Helena, podem ser feitas no horário das 11h às 12h30 e das 20h30 às 21h.

 

Da Redacao