Tunis/Tunísia – Cerca de 50 ativistas de várias entidades do movimento negro brasileiro participam em Tunis, na Tunísia, do Fórum Social Mundial 2013, aberto nesta terça-feira (26/03) e com encerramento previsto para o próximo domingo.

Cerca de 70 mil pessoas de 4.500 associações provenientes de 125 países dos cinco continentes participam do Fórum, que este ano tem como lema “Dignidade”, um dos suportes da revolução na Tunísia que desencadeou a Primavera Árabe, como ficaram conhecidos os movimentos populares que sacudiram vários países árabes botando abaixo regimes ditadoriais como aconteceu no Egito e na Líbia. A abertura foi marcada por grandes desfiles nas principais ruas de Tunis e manifestações artísticas e culturais.

Segundo o ministro dos Assuntos Sociais da Tunísia, Khalil Zaouia, as autoridades tunisinas pretendem aproveitar “este evento de envergadura dedicado à sociedade civil para mostrar a imagem da Tunísia pós-revolução, a da diversidade e dos valores democráticos”.

Entre os ativistas negros brasileiros que estão em Tunis está Silvana Veríssimo, do Coletivo Nacional de Entidades Negras, Kika Silva (foto), da Coordenação Nacional de Entidades Negras (CONEN), e Edson França, coordenador geral da União de Negros pela Igualdade (UNEGRO).

O Fórum Social Mundial, foi lançado em 2001, em Porto Alegre, sob o lema “Um outro Mundo É possível”, como contraponto ao Fórum Econômico de Davos, na Suiça, que reúne, principalmente chefes de Estado dos países mais ricos.                                                                                                                                                                       

Da Redacao