S. Paulo – A atriz Camila Pitanga, da Rede Globo, disse que a falta de modelos negros na São Paulo Fashion Week, demonstra a existência do preconceito existente na sociedade. A atriz, que faz a prostituta Bebel, na novela Paraíso Tropical, foi a estrela de dois desfiles de Fábia Bercsek e Cori, assinada pelo estilista Alexandre Herchcovith, esta semana. Além de Camila, só havia mais uma modelo negra no casting da Cori.
“Acho que (a falta de modelos negros no SPFW) espelha essa resistência, esse preconceito que infelizmente ainda está presente na nossa sociedade”, disse.
O agente de modelos Bruno Soares explica a ausência de negros no mundo da moda pela ótica financeira, acrescentando que quem consome as grifes que desfilam no SPFW é uma maioria branca, de classe social mais alta.
“Além do preconceito racial, o preconceito social é muito mais forte”, disse. “Na França, eles colocam um monte modelos asiáticas porque a Ásia virou um grande investidor, por exemplo.”
No Fashion Rio, o exército de modelos brancas que dominava os desfiles surpreendeu o britânico Michael Roberts, editor da revista Vanity Fair, para quem “o Brasil deveria aproveitar mais sua diversidade”. “É uma vergonha”, disse.

Da Redacao