Brasília – A audiência das testemunhas de defesa do estudante Marcelo Valle Silveira Mello não será mais realizada nesta terça-feira, 12 de junho, conforme estava previsto. A juíza Geilza Fátima Cavalcanti Diniz, da 6ª Vara Criminal, transferiu o depoimento das testemunhas para o dia 16 de outubro, às 15h15.
A juíza decidiu adiar a audiência por entender que não haveria tempo hábil para intimação das testemunhas do processo, já que o processo permaneceu no Ministério Público desde o da 12 de março, só tendo chegado à 6ª Vara na última sexta-feira, dia 08 de junho.
Silveira Mello, 22 anos, que está sendo processado pelo Ministério Público de Brasília, com base na Lei 7.716/89 é o primeiro acusado da prática de crime de racismo na Internet a sentar no Banco dos dos réus no Brasil. Ele também é apontado como responsável por ataques a Afropress.
Se condenado pode pegar penas que variam de 2 a 5 em cada um dos três delitos em que é acusado. Segundo o advogado processualista Renato Borges Rezende, que acompanha o caso representando a ONG ABC sem Racismo, mesmo com o adiamento é provável que a sentença seja anunciada ainda este ano.

Da Redacao