Autor: Nei Lopes

De fato, pretos e pardos são negros *

(E de direito também).
Revendo aqui, no maravilhoso livro Encore une mer à traverser, do poeta haitiano René Depestre, as razões da derrocada de seu país depois de ter-se tornado, em 1804, a segunda nação independente das Américas e a primeira república nascida de uma rebelião de escravos – aliás, foi a única vitoriosa em toda a história da escravidão africana -, somos forçados a voltar a um tema complexo: o da moderna acepção do vocábulo “negro” no contexto da luta contra a exclusão.

consulte Mais informação

Consciência Negra*

Consciência Negra é saber que, no Brasil de hoje, não existe ainda igualdade total entre os descendentes dos africanos que para cá vieram como escravos e os daqueles que vieram da Europa e da Ásia, como colonizadores e depois como imigrantes. Estes, já tiveram representantes em todos os escalões dos três poderes da República, inclusive na Presidência. E o povo negro, não!

consulte Mais informação

Entre Negros e Pardos

“Divide e impera!”. Essa frase, atribuída a Maquiavel, define uma das estratégias mais eficazes em todo tempo e lugar. E foi ela que, desde mesmo antes da Conferência de Berlim, em 1885, sempre marcou as relações colonizadoras e coloniais entre europeus e nativos na África e entre os descendentes de ambos nas Américas.

consulte Mais informação

Vídeos Recentes

Carregando...

Publicidade