Oslo/Noruega – Pelo empenho em reduzir o estoque mundial de armas nucleares e trabalhar pela paz no mundo, o presidente dos EUA, Barack Obama, 48 anos, foi escolhido pelo Comitê Norueguês do Nobel, como o Prêmio Nobel da Paz 2009.
Obama, o primeiro negro a ocupar a Casa Branca, é o terceiro presidente americano a receber o Prêmio no cargo. O presidente, escolhido segundo um porta-voz do Comitê “por sua visão de um mundo sem armas nucleares e pelo seu trabalho nesse sentido” se disse “surpreso e profundamente honrado”.
“A visão de um mundo sem armas nucleares estimulou o desarmamento e as negociações para o controle de armamento. Graças à iniciativa de Obama, os Estados Unidos estão desempenhando um papel mais construtivo para fazer frente aos desafios da mudança climática que enfrenta o mundo”, acrescentou o Comitê do Nobel.
“Estou surpreso e profundamente honrado com a decisão do Comitê do Nobel. Não vejo isso como reconhecimento dos meus feitos, mas como uma afirmação da lidernaça americana em nome das aspirações dos povos de todas as Nações”, reagiu Obama ao receber a notícia.
A escolha surpreendeu não apenas Obama, que está no cargo há apenas nove meses, e também, porque quando acabou o prazo para indicações, estava há apenas um mês na Casa Branca.
O Prêmio Nobel foi criado pelo químico sueco, inventou da dinamite, Alfred Nobel, e instuído quatro anos após sua morte, em 1.896. Seu ganhador, em várias áreas, recebe um cheque de 10 milhões de coroas suecas (o equivalente a R$ 2,5 milhões), que Obama já disse que doará a instituições de caridade.
O Prêmio será entregue em Oslo no dia 10 de dezembro.

Da Redacao