S. Paulo – O presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Joaquim Barbosa, o primeiro negro a chefiar um dos três Poderes da República – o Poder Judiciário – lidera pesquisa para Presidente feita entre os manifestantes que participam dos protestos em S. Paulo, divulgada na edição deste sábado (22/06) pela Folha de S. Paulo. Barbosa, que se notabilizou por ser o relator do mensalão (a ação Penal 470), que resultou na condenação por corrupção de líderes da cúpula dirigente do PT como José Dirceu, José Genoíno e Delúbio Soares, é apontado por 30% dos que foram ouvidos como nome favorável à Presidência da República nas eleições de 2014.

Atrás deles ficaram Marina Silva, com 22% das intenções dos entrevistados. A Presidente Dilma Rousseff, candidata do PT à reeleição teria apenas 10% dos votos hoje, a depender da opinião dos manifestantes que estiveram na Avenida Paulista na última quinta-feira (20/06). O candidato tucano, senador Aécio Neves teve só 5% das intenções de voto, e o governador de Pernambuco, Eduardo Campos, provável candidato do PSB, magros 1%. Entre os entrevistados 5% não souberam dizer em quem votariam.

A pesquisa também aponta que a maioria dos manifestantes têm entre 21 e 35 anos (63%), tem ensino superior (78%) e não tem partido (72%). O PT e o PSDB tiveram apenas 6% das preferências como Partido.

Em relação à orientação política 31% se dizem de centro e 22% de esquerda o que reflete nas posições majoritárias contrárias à pena de morte, ao porte de armas e defensores de a sociedade aceitar o homossexualismo (88%).

A pesquisa DataFolha também desmonta os argumentos da onda terrorista disseminada nas redes sociais pelo Governo e pelo PT de que as manifestações poderiam abrir caminho para um golpe ou ditadura. A maioria absoluta dos manifestantes (87%) apóia a democracia.

Da Redacao