Rio – O bloco “Deita mas não dorme”, que abre oficialmente o Carnaval de Jacarepaguá (no próximo dia 27, às 18h, no Largo da Taquara) resolveu fazer uma homenagem inusitada à cantora e atriz Eliana Pittman: a escolheram como a musa do Carnaval 2011 e a eterna Musa da Raça da agremiação.
O “Deita” tem sede na antiga Colônia Juliano Moreira e reúne moradores de diversos bairros de Jacarepaguá, incluindo um quilombo. A escolha, unânime, foi iniciativa da própria comunidade. Este é o segundo ano que o “Deita” desfila pelas rua do bairro.
O enredo para 2011 vem homenageando dois baianos maravilhosos: o psiquiatra negro Juliano Moreira (que foi um dos pioneiros da psiquiatria no Brasil, no início do século passado) e o maluco beleza, Raul Seixas. O samba que vai abrir o Carnaval e levantar Jacarepaguá vem com o refrão “Quem não tem colírio usa óculos escuros / quem não tem dinheiro, sonha e acorda duro” e ainda “Plunct, Plact, Zoom, a coruja vai desfilar / cantando Juliano e Raul, nessa festa eu sou mais um”!
Orgulho da raça
Orgulho da raça, Eliana Pittman este ano completa 50 anos de carreira e mantém a vitalidade e o frescor do início da adolescência – quando, ao lado do pai, Carlos Pittman, começou a se apresentar em várias emissoras de rádio e TV. Sucesso na Europa e nos Estados Unidos como cantora e dançarina, seu trabalho mais recente foi na novela “Tempos Modernos”, da TV Globo.
A homenagem singela é o reconhecimento da negritue carioca a uma mulher que venceu barreiras e preconceitos e traz nas veias a luta do negro. Eliana é bisneta do fundador da Tunkesgee Institute, primeira universidade para negros dos Estados Unidos.

Da Redacao