Botucatu/SP – O prefeito de Botucatu, João Cury, do PSDB, deverá encaminhar ainda esta semana à Câmara Municipal, o Projeto de Lei em que cria a Assessoria de Promoção da Igualdade e Ações Afirmativas. A Assessoria, anunciada no final do mês passado – quando da realização da Conferência Municipal, aberta pelo próprio Cury -, deverá ser responsável pela elaboração das políticas públicas visando o combate às desigualdade étnico-raciais na cidade e estará ligada ao próprio gabinete do prefeito.
Segundo a presidente da União Cultural Negra, Conceição Vercesi (foto) – eleita delegada à Conferência Nacional que acontece no Centro de Convenções Ulisses Guimarães, em Brasília, de 25 a 28 deste mês – o envio do projeto consolida os avanços que tem ocorrido na cidade. Cerca de 15% da população de Botucatu – cidade de 120 mil habitantes, a 225 Km de S. Paulo – é negra.
Conceição atribuiu a sua eleição para representar a cidade e a região de Sorocaba, em Brasília, ao reconhecimento dos delegados ao trabalho que vem sendo feito, que começou com a reconstrução da União Cultural Negra e culminou com a realização da Conferência Municipal no mês passado. “Fomos a única cidade da região que fez Conferência Municipal, participamos da Conferência Regional, da Estadual e agora estaremos na Conferência Nacional, em Brasília”, afirmou.
Os delegados que participaram da Conferência Estadual, encerrada na sexta-feira, no Largo de S. Francisco, também aprovaram por unanimidade, entre outras moções, uma de aplausos ao prefeito João Cury pela criação da Assessoria. “A Conferência estadual foi marcada por debates acirrados mas as propostas encaminhadas, se fielmente observadas, garantirão não só ao Estado de São Paulo mas ao Brasil políticas públicas para diminuir as desigualdades sociais em nosso país”, afirmou.

Da Redacao