Botucatu/SP – O prefeito de João Cury, de Botucatu – cidade da região de Bauru a 235 Km de S. Paulo – disse, ao dar posse aos novos membros do Conselho Municipal de Participação e Desenvolvimento da População Negra, que “a questão do negro é também uma questão de garantia de direitos”.

“É de interesse da comunidade negra questões ligadas à saúde, educação, moradia, entre tantas outras que são fundamentais à sociedade. O Governo quer ouvir a população e foi do conselho que saíram grandes idéias. Essa luta é de todos nós. A luta pela inclusão e cidadania que somente nós podemos promover através do entendimento e da pró-atividade”, destacou Cury, que é do PSDB.

O novo Conselho, constituído por integrantes de entidades da sociedade civil e do Poder Público, foi empossado na semana passada, em solenidade que, além do prefeito e do vice, Antonio Luiz Caldas Júnior (PC do B), teve a presença do presidente do Conselho Estadual, Marco Antonio Zito Alvarenga, de secretários municipais Carlos Eduardo Colenci, Paulo Sérgio Alves, Adjair de Campos, e da assessora de Políticas de Promoção da igualdade da Prefeitura, Conceição Vercesi.

O Conselho tem como objetivo assegurar à população negra o exercício pleno de sua participação e integração no desenvolvimento econômico, social, político e cultural e na construção de sua cidadania.

Para o presidente do Conselho Estadual da Comunidade Negra, Marco Antônio Zito, a cidadania é feita a partir da união dos povos, independentemente de sua condição étnica-racial. “Me surpreendeu a multiplicidade da composição desse conselho. Isso mostra que a responsabilidade não é só de negros e nem só de brancos, mas sim de todos que, trabalhando juntos, fazem acontecer”, enfatizou.

A assessora de Políticas de Promoção da Igualdade da Prefeitura, Conceição Vercesi, disse que a renovação do Conselho dará novo impulso as ações que vem sendo desenvolvidas, visando garantir igualdade de oportunidades para todos, em especial, para a população negra, que representa cerca de 22,3% dos 127 mil habitantes de Botucatu. "Estamos avançando e queremos continuar consolidando e ampliando as políticas que tem sido adotadas nessa administração visando a igualdade de oportunidades para todos", afirmou.

Conselheiros

O Conselho Municipal de Participação e Desenvolvimento da População Negra de Botucatu, criado em 2010, é constituído por dez membros representantes de organizações da sociedade civil e do Poder Público.

Representantes Sociedade Civil (Titulares e Suplentes): Centro Regional de Registro e Atenção aos Maus Tratos na Infância – CRAMI, Fundação Casa, Associação Gospop-Adão e Ema, Atletas Negros de Botucatu, Velha Guarda Carnaval Botucatu.

Representantes Poder Público – São 10 Secretarias Municipais entre titulares e suplentes: Educação, Cultura, Desenvolvimento, Descentralização, Habitação, Assistência, Saúde, Esportes, Governo, Segurança e Direitos Humanos.

 

Da Redacao