Dortmund – Os cinco reservas que entraram deram a seleção um futebol mais ofensivo e solto e criaram as condições para a goleada de 4 a 1 sobre o Japão, encerrando a participação brasileira na primeira fase da Copa. Dois gols foram marcados pelos reservas – Juninho Pernambucano e Gilberto; os outros dois por Ronaldo, que melhora em campo à medida que perde peso.
Quem primeiro marcou, porém, foi o Japão, em lance rápido pela esquerda. O empate saiu já nos acréscimos do primeiro tempo, aos 46 minutos, quando Cicinho serviu Ronaldo, que completou de cabeça.
A partida, a melhor da seleção brasileira até aqui, fez lembrar o time pentacampeão e reacendeu as esperanças de que Parreira mude a equipe para a próxima partida contra Gana, a primeira das oitavas de final, na terça-feira, dia 27/06.
É esperada a entrada, pelo menos de Juninho, no meio campo, e de Cicinho, na lateral direita, em lugar de Cafu. Cicinho foi eficiente nos desarmes e deu maior movimentação no ataque.
O resultado deu o primeiro lugar ao Brasil no Grupo F. O outro classificado da chave foi a Austrália que empatou por 2 a 2 com a Croácia, em Stuttgart.
Com os dois gols, Ronaldo chega a 14 em Copas do Mundo, igualando-se ao recorde do alemão Gerd Muller.
No segundo tempo, Parreira fez três substituições. Entraram Ricardinho e Zé Roberto, em lugar de Gilberto Silva e Kaká, e Rogério Ceni, em lugar de Dida, no gol.

Da Redacao