Ubatuba – A comunidade quilombola de Caçandoca, Ubatuba/SP, recebeu ontem (10/08) a visita de representantes da Secretaria de Justiça do Estado de São Paulo, Secretaria da Cultura e Instituto Brasil Leitor.
Os visitantes estiveram na comunidade para apresentar uma proposta para a criação de uma sala de leitura. O projeto, que está no início, tem sido pensado entre as Secretarias e o Instituto dando prioridade para as solicitações dos moradores.
Atualmente Caçandoca conta com uma biblioteca, em situação precária, com um acervo limitado à questões técnicas. Segundo Eloiza, uma das quilombolas, quem mais utiliza a biblioteca são os estudantes.
A intenção da parceria é justamente mudar esta realidade, com a nova sala (que deve ser montada em um galpão em anexo ao prédio da associação), o objetivo é estimular o gosto pela leitura, disponibilizando um acervo bem mais completo e diversificado.
A comunidade recebeu com grande satisfação a notícia, mas expressou outras dificuldades enfrentadas diariamente. Uns dos problemas, e segundo eles o mais grave, é a falta de energia elétrica. “Como vamos ler à noite sem luz? A base do lampião, não dá!”, desabafa uma quilombola.
Entre outras solicitações a comunidade reclamou da falta de assistência médica, lazer, água, telefone público, saneamento básico e transporte (ontem, o ônibus, que atende o local em horários de aula, não apareceu em dois horários).
Em breve, os representantes das Secretarias e do Instituto voltarão à comunidade para apresentar o pré-projeto. A partir da aprovação da comunidade os trabalhos devem ser iniciados.

Da Redacao