Rio – A II Caminhada em Defesa da Liberdade Religiosa neste domingo (20/09) – no Posto 6, da praia de Copacabana é marcada por participações internacionais. O pastor Jeremiah Wright (que casou Obama e batizou as filhas do presidente americano) vem de Chicago especialmente para o evento.
Outras presenças internacionais são a do Arabá de Ilê Ifé (o mais alto sacerdote da tradição yorubá), vindo diretamente da Nigéria para a Marcha e do Oluwo Bangkoli Jokotoyé, de Ogmobosó. Será um encontro inusitado, mas que vai entrar definitivamente para a história da cidade.
Este ano, a produção artística do evento está muito mais organizada: os grupos Olodum e Ilê Aiyé vêm de Salvador, com recursos próprios, para um espetáculo de fé e cidadania. Todos os grupos que se apresentarão na II Caminhada são formados por religiosos e nenhum deles cobrou cachê. Todas as religiões estarão representadas. Um CD gravado com canções religiosas dará o tom da diversidade do evento. Os religiosos vão cantar a tradução em yorubá da música “Faz um milagre em mim” – hit evangélico – no ritmo Ijesá.
Delegações e caravanas
São esperadas seis delegações internacionais – Nigéria, Angola, Congo, Argentina, Uruguai e Paraguai – além de caravanas oriundas de 23 estados do Brasil. A Comissão de Combate à Intolerância Religiosa espera receber 150 ônibus de fora do Rio de Janeiro. Não há estimativas sobre a quantidade de ônibus de outros municípios do Estado. A expectativa de público é de 100 mil participantes. Os ônibus, após deixarem os religiosos no Posto 6, seguem para estacionar no Teleporto.
Estrutura
A II Caminhada será composta por quatro trios elétricos e a divisão é a seguinte: no primeiro caminhão ficam as lideranças religiosas internacionais e de maior expressão no país, de todas as religiões; no segundo caminhão acontecem os shows; o terceiro e o quarto trios estarão os religiosos mais velhos. A produção envolve mais de 200 técnicos, seguranças e pessoal de apoio.
Apoios
Este ano a Comissão de Combate à Intolerância Religiosa também ampliou o leque de apoios. Apóiam a II Caminhada a Secretaria Especial de Políticas de Inclusão e Igualdade Racial (Seppir), Petrobras, Metro Rio, SuperVia, Superintendência de Políticas de Inclusão Racial do Governo do Estado do Rio (Superdi) e a Secretaria Estadual de Ciência e Tecnologia.
Imprensa
Uma tenda de 200 m2, montada sobre as areias do Posto 6, abrigará uma mini-redação e servirá como apoio aos jornalistas que estiverem fazendo a cobertura da Caminhada. A FAETEC doou 10 computadores, conectados a internet, que ficarão à disposição da imprensa e dos veículos de comunicação especializados em religião. Todos os jornalistas que compõem a assessoria de imprensa da II Caminhada são religiosos – umbandistas, candomblecistas, católicos e evangélicos.

Da Redacao