S. Paulo – A CET – Companhia de Engenharia de Tráfego – e a SPTrans – S. Paulo Transportes S.A -, aderiram ao Pacto pela Valorização e Promoção da Diversidade de Gênero e Raça no Trabalho, e receberão o Selo Diversidade no Trabalho Cidade de S. Paulo – nesta quarta-feira, em cerimônia marcada para 19h, na Prefeitura. Com a adesão das duas, toda a área de pública de transporte terá a difusão do Selo porque o Metrô também aderiu à iniciativa.
Os detalhes da participação das duas empresas – ambas ligadas a Secretaria Municipal dos Transportes – foram discutidos em reunião conduzida pelo próprio Secretário Frederico Bussinger, com as diretorias da CET e SPTrans, na manhã desta sexta-feira.
A reunião foi agendada pelo secretário adjunto Eduardo Wagner e contou com a presença do engenheiro Roberto Scaringela, presidente da CET. A SPTrans foi representada por diretores.
Na reunião o presidente da CIM-Diversidade, jornalista Dojival Vieira, fez uma exposição sobre o Selo como instrumento que visa estimular as empresas a combaterem a discriminação racial e de gênero na cidade de S. Paulo. Antes foi apresentado um vídeo com depoimentos do prefeito Gilberto Kassab, do ex-secretário do Trabalho Gilmar Viana, da Secretária Estadual de Educação, Maria Lúcia Vasconcelos e do ex-ministro José Gregori, entre outras autoridades. São Paulo é a cidade com maior população negra do mundo fora da África. Pesquisas revelam que mulheres e negros ganham, em média, metade dos salários dos homens e não negros.
O Selo Diversidade no Trabalho – Cidade de S. Paulo é uma iniciativa pioneira no país e foi criado por iniciativa da Comissão Intersecretarial de Monitoramento e Gestão da Diversidade da Secretaria do Trabalho da Prefeitura.
.

Da Redacao