S. Paulo – A mobilização pela aprovação do Estatuto da Igualdade Racial e do PL 73/99 – que cria cotas para acesso à Universidade se ampliou e já chega a 50 mil o número de assinaturas coletadas, segundo o balanço feito na reunião desta terça-feira na sede da Educafro.
A reunião contou com a presença de cerca de 30 entidades negras e indígenas representativas. Entre as lideranças presentes estavam o cartunista Maurício Pestana, novo coordenador editorial da Revista Raça Brasil, Rosemary Kariri, da Associação Indígena Kariri, a advogada Regina Célia da Silveira, da Comissão do Negro e Assuntos Anti-Discriminatórios da OAB/SP, e os padres Toninho e Clóvis Cabral, que se comprometeram com a campanha de coleta de assinaturas.
Segundo o Frei Antonio Leandro da Silva, diretor executivo da Educafro, “a mobilização está tomando visibilidade social e as entidades negras e movimentos sociais estão com uma atitude muito pró-ativa na luta”.
“Há um processo de informação e conscientização da sociedade a respeito do sentido e da importância tanto do Fórum quanto da coleta de assinaturas”, afirmou Frei Leandro.
As lideranças presentes decidiram marcar dois mutirões para a coleta de assinaturas, a fim de chegar as 100 mil que é a meta do movimento: neste sábado, (11 de agosto), das 9h às 17h, quando estudantes da Educafro percorrerão os pontos de maior movimento na cidade coletando assinaturas; e no dia 25 de agosto.
Segundo Daniela Zaidan e João Bosco Coelho, da coordenação do Movimento Brasil Afirmativo, a proposta é que em todas as cidades do Estado de S. Paulo, a militância saia às ruas para coletar assinaturas. Eles fizeram um apelo para que as pessoas que estão com listas, entrem em contato ou encaminhem para a coordenação do Movimento na Rede Educafro.
Ao mesmo tempo em que a coleta é intensificada, o Frei Leandro fará contato com os gabinetes dos presidentes da Câmara e do Senado para agendar a entrega das assinaturas em Brasília entre os dias 27 e 31 deste mês. O professor Eduardo de Oliveira, do Congresso Nacional Afro-Brasileiro, enfatizou a importância de serem convidados para o ato de entrega artistas e personalidades negras como Abdias do Nascimento, Carlos Alberto Cão de Oliveira (autor da Lei Anti-Racismo) bem como pessoas do meio artístico, como Zezé Mota, Martinho da Vila, Lázaro Ramos e Leci Brandão, entre outros.
A próxima reunião do Fórum acontece no dia 21 de agosto, às 19h, na sede da Educafro, Rua Riachuelo, centro de S. Paulo.

Da Redacao