S. Paulo – A mobilização da sociedade para pressionar o Congresso a votar o Estatuto da Igualdade Racial, o PL 73/99 e a PEC 02/2006, que cria o Fundo de Promoção da Igualdade Racial, vai continuar, e a militância que foi à Brasília no final do mês passado, já está coletando assinaturas no Abaixo-Assinado como parte da 2ª Jornada de Mobilização e Luta. A meta é chegar a mais 100 mil assinaturas, até o próximo 20 de Novembro – Dia Nacional da Consciência Negra – que serão entregues novamente às autoridades dos três Poderes da República.
Enquanto isso, as lideranças do Fórum SP da Igualdade Racial aguardam a marcação de uma nova agenda em Brasília, porque logo após o incidente em que chegou a mandar lideranças calarem a boca, o presidente Arlindo Chinaglia, admitiu ter “cometido um erro.”
Segundo o Frei Antonio Leandro da Silva, vários telefonemas foram feitos por assessores de Chinaglia após o episódio, propondo reatamento do diálogo. Foi então pedido ao senador Paulo Paim (PT-RS), autor do Projeto do Estatuto e da PEC 02/2006 e aos deputados Carlos Santana (PT-RJ) e Janete Pietá (PT-SP), o restabelecimento das comunicações com o gabinete do Presidente da Câmara. “Nossa postura é, e sempre foi pelo diálogo”, afirmou Frei Leandro, acrescentando que a pautação do projeto do Estatuto depende da decisão do Presidente da Câmara.
Mobiização
Na reunião desta semana, na sede da Rede Educafro, as lideranças do Fórum decidiram indicar uma Comissão, sob a coordenação do Frei, para estar à frente da mobilização, formada por Marco Antonio Zito Alvarenga, da CONAD, professor Eduardo de Oliveira, do CNAB, o jornalista Dojival Vieira, do Movimento Brasil Afirmativo, Cleonice Caetano, do Sindicato dos Comerciários, Inês da Silveira, do Fórum do Alto Tietê para a Igualdade Racial, Sinvaldo Firmo, do Instituto do Negro Padre Batista e Thiago Thobias, da Rede Educafro. A Comissão deverá executar as decisões tiradas nas reuniões do coletivo. “Foi uma reunião muito positiva devido a guarra dos companheiros (as) em quererem caminhar nessa segunda empreitada. Porém, agora, com maior organicidade”, acrescentou o Frei.
Também na reunião foi decidido ampliar os contatos com instituições da sociedade civil. A idéia é escolher embaixadores do Fórum nos vários setores e instituições da sociedade. Serão procuradas as Centrais Sindicais, a UNE, a UEE, a Assembléia Legislativa e os parlamentares de todos os Partidos políticos, especialmente os deputados federais, pedindo apoio à aprovação do Estatuto e dos demais projetos.
No próximo dia 30 de outubro, às 19h, haverá ato de lançamento da 2ª Jornada na Assembléia Legislativa. Enquanto isso, todas as terças-feiras, às 19h, na sede da Educafro, haverá reuniões.
“Apesar do lançamento da 2ª Jornada está marcado para o dia 30 deste mês, ficou registrado que podemos já iniciar as coletas, sobretudo nos eventos em que estejamos participando nos próximos dias. Zumbi inspira nossa luta pela plena libertação do nosso povo negro brasileiro”, concluiu Frei Leandro.
Veja o “cala a boca” do deputado Arlindo Chinaglia.

http://video.globo.com/Videos/Player/Noticias/0,,GIM735959-7823-PRESIDENTE+DA+CAMARA+RECEBE+E+EXPULSA+MANIFESTANTES,00.html

Da Redacao