Porto Alegre/Rs – Conhecido por sua atuação a frente de projetos em Comunicação Social direcionados à cultura e a história afro-brasileira, em especial durante sua passagem pela gerência de Comunicação Social da Fundação Cultural Palmares/Ministério da Cultura, o jornalista e escritor Oscar Henrique Marques Cardoso estreia o Espaço “Kizomba” na televisão gaúcha.
Com a proposta de produzir e apresentar reportagens acerca da presença e da participação do negro na formação da sociedade gaúcha, Oscar Henrique integra a equipe do Programa Diversidade, que vai ao ar todos os dias na ULBRA TV, canal 48 UHF, NET e Parabólica, emissora da Universidade Luterana do Brasil, sediada em Porto Alegre, RS.
O espaço Kizomba, com Oscar Henrique Cardoso vai ao ar todas as quintas-feiras, durante a apresentação do programa, de segunda à sexta-feira, das 16h30min às 17h30min.
Na primeira reportagem, que marcou a estreia do quadro, na última quinta-feira, 9 de junho, Oscar Henrique e o cinegrafista Paulo Lyrio fizeram um passeio de ônibus. O veículo é utilizado para a realização do Projeto Territórios Negros, coordenado pela Companhia Carris Portoalegrense, em parceria com a Secretaria Municipal da Educação de Porto Alegre, Gabinete de Políticas do Povo Negro da Prefeitura de Porto Alegre, Empresa de Processamento de Dados de Porto Alegre ( Procempa).
A Companhia Carris Porto Alegrense é a empresa municipal de transporte público da capital gaúcha, a qual tem um núcleo de promoção da Igualdade Racial em sua estrutura.
O jornalista acompanhou a visita dos alunos da Escola Municipal de Ensino Fundamental Victor Isler a pontos da cidade que abrigaram a histórica presença da população negra, como a antiga Colônia Africana, hoje bairro Rio Branco, o antigo Campo da Redenção, hoje Parque Farroupilha, bairro da Ilhota, hoje Cidade Baixa e também visitou a Comunidade Quilombola Urbana Areal da Baronesa, na Cidade Baixa. Comunidade quilombola que aguarda a titulação de sua área, a ser entregue até o final do ano pelo Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária, segundo prevê a liderança comunitária.
Desafio
Após ter recebido o convite do apresentador e também diretor do programa, jornalista Glei Soares, Oscar Henrique Marques Cardoso, também correspondente da Agência AfroÉtnica de Notícias ( Afropress) no Rio Grande do Sul e colaborador do Grupo Multiétnico de Empreendedores Sociais, o qual atua em favor da educação como ferramenta para a promoção da Igualdade Racial, com palestras e atividades educativas em escolas da rede pública no Rio Grande do Sul, disse ter aceitado o desafio de fazer televisão por acreditar que o momento de levar para o vídeo o debate em torno da Igualdade Racial era agora.
“Já tive experiência em rádio, jornal, revista, assessoria de imprensa. Faltava era fazer televisão. Para mim é um desafio fazer televisão às vésperas dos meus 40 anos, com uns quilinhos a mais, brinca o bem humorado e simpático jornalista.
Muito feliz com a oportunidade de fazer tevê, em especial no Rio Grande do Sul, estado onde voltou a viver com a família há quase dois anos, Oscar Henrique projeta reportagens em comunidades quilombolas e também em organizações do movimento negro, a fim de apresentar um viés de auto estima positiva para toda a comunidade negra.
“Não estamos e não somos relegados apenas a ocupar a periferia. Estamos nas universidades, produzindo conhecimento, nos partidos políticos, construindo núcleos de afirmação e formação, nas escolas, no serviço público, estamos em todos os segmentos sociais. Meu objetivo é apresentar o que fazemos realmente em favor da igualdade e do combate ao racismo, sem utilizar de um discurso agressivo e segmentário, onde os negros são apenas apresentados como coadjuvantes, sem que possam contar a sua história e sua realidade”, ressalta o militante Oscar Henrique.
Pérola Negra
Também se dedicando a carreira de escritor, Oscar Henrique Marques Cardoso, autor do recém lançado livro Nós, pela Editora Biblioteca 24 Horas, se prepara para lançar mais alguns trabalhos. São os livros Entre Louvores e Amores e Vida de Mulher, pela editora cristã Naós e também Vó Cóia, o qual escreveu em um concurso estadual de literatura.
Também começa a escrever A Pérola Mais Negra. Neste novo trabalho, o escritor contará uma novela a qual a personagem principal, Pérola, é mulher negra, quilombola e que se transforma na primeira prefeita de uma cidade do interior gaúcho. Pérola vence o preconceito por ser mulher e negra e se transforma em uma histórica e venerada líder para a pequena Rio Vermelho do Sul. Segundo o jornalista e escritor, a trama promete emocionar, pois para ele, será o seu presente e sua dedicação de amor ao Movimento Social Negro, o qual defende ser militante com muito orgulho. Oscar espera usar a literatura e a televisão para elevar a presença no negro na mídia e na literatura, com um discurso de promoção e de inclusão.
Assista
Atração:Espaço Kizomba
Veiculação: semanal, todas as quintas-feiras, sempre a partir das 16h30min
Programa:Diversidade
Emissora: ULBRA TV, canal 48 UHF, 21 NET e Parabólica. Porto Alegre, RS
Envie sua sugestão de pauta: para o mail do apresentador pelo [email protected]

Da Redacao