Rio – A Comissão de Combate à Intolerância Religiosa (CCIR), em parceria com a Associação de Amigos e Moradores de Santa Teresa (Amast), realizará, neste domingo, 11 de setembro, a partir das 11h, ato interreligioso em solidariedade a parentes e amigos das vítimas dos acidentes com os bondes de Santa Teresa, um dos principais pontos turísticos do Rio de Janeiro. O encontro acontecerá na Praça do Curvelo.
O interlocutor da CCIR, babalawo Ivanir dos Santos, explica a importância do ato. “Onde houver pessoas precisando de conforto, famílias que perderam seus entes queridos, temos de estar presentes. Tantas pessoas, das mais variadas religiões, estavam no desastre. Também é nossa obrigação alertar a todos pela segurança e sermos solidários”, explicou.
Para a presidente da Amast, Elzbieta Mitkiewicz, o encontro tem o objetivo de chamar atenção para o descaso com os bondes e unir os parentes das vítimas. Segundo ela, foram feitas diversas denúncias, publicadas, inclusive, no Diário Oficial do Estado.
“O bonde ainda mantém algumas características do Rio Antigo e dita o ritmo de vida dos moradores de Santa Teresa. Ele é a alma do bairro e permite a integração entre as pessoas. Essa tragédia não pode ficar impune”, disse.
A manifestação também terá a presença de autoridades e músicos do bairro. Após a cerimônia, as pessoas presentes seguirão em cortejo e depositarão flores no local do acidente.

Da Redacao