S. Paulo – O coordenador da Coordenadoria dos Assuntos da População Negra da Prefeitura de S. Paulo (CONE), Mário Côrtes, prometeu fazer gestões para liberar os R$ 300 mil reais que foram reservados no orçamento deste ano para as comemorações do 20 de Novembro – Dia Nacional da Consciência Negra, feriado municipal em S. Paulo.
A promessa foi feita aos ativistas João Bosco Coelho, presidente do Centro Acadêmico Zumbi dos Palmares e Inês da Silveira, do Coletivo Milton Santos que, em nome do Movimento Brasil Afirmativo, protocolaram um ofício pedindo a liberação dos recursos. O Movimento propôs que a CONE também se encarregue de fazer gestões para a liberação da Avenida Paulista, onde acontecerá a Parada Negra, a partir das 12h no vão do MASP.
O dinheiro é fruto de uma emenda aprovada pela vereadora Claudete Alves no ano passado. A emenda foi aprovada pelos vereadores e publicada no Diário Oficial da Cidade de 13 de dezembro.
Segundo João Bosco, as entidades e lideranças que se articulam no Movimento Brasil Afirmativo querem que a CONE, que tem como função institucional a representação da população negra, se esforce para liberar os R$ 300 mil do orçamento municipal.
Uma vez liberados, a proposta é que sejam destinados às entidades e movimentos que programam comemorações no 20 de novembro, de acordo com projeto a ser apresentado para este fim.
“Eu espero que sejamos atendidos e essa verba seja liberada para que possamos fazer uma grande manifestação na avenida Paulista”, afirmou.

Da Redacao