S. Paulo – A direção executiva da Coordenação Nacional de Entidades Negras (CONEN), articulação política de ativistas filiados ou próximos ao Partido dos Trabalhadores (PT), divulgou Nota afirmando que estará em Brasília nesta quarta-feira (25/04) para acompanhar o julgamento pelo STF das ações movidas pelo Partido Democratas (DEM) e pela Confederação dos donos de escolas particulares contra o ProUni e a política de cotas adotada pela Universidade de Brasília.
“A CONEN vai estar em Brasília,junto com várias organizações do movimento social e do movimento negro brasileiro que estão se mobilizando para mais uma vez defender a manutenção do PROUNI e a implementação das políticas de cotas para a juventude negra brasileira”, afirma a Nota que tem como título “A Casa Grande não descansa”.
Segundo os dirigentes da CONEN, as ações do DEM e da Confederação, representam “mais uma tentativa das elites conservadoras para limitar as conquistas e impedir as mudanças em curso, que buscam reduzir as desigualdades sóciorraciais e a imensa dívida histórica e social que a
sociedade e o Estado tem para com a população negra do Brasil”.

Da Redacao