Pindamongaba – Enéas Silva dos Santos é o primeiro presidente do Conselho Municipal de Participação e Desenvolvimento da Comunidade Negra de Pindamonhagaba, cidade do Vale do Paraíba, a 136 Km de S. Paulo.
Santos e os demais 31 membros do Conselho, que é composto por representantes da Prefeitura e da sociedade civil, foram empossados na semana passada em solenidade, que contou com a presença do prefeito João Ribeiro e da presidente do Conselho da Comunidade Negra do Estado, professora Elisa Lucas Rodrigues.
Conquista
O prefeito destacou que o Conselho é uma conquista para toda a sociedade e tem papel fundamental na discussão de problemas, na apresentação de propostas e na cobrança e luta pelos direitos dos negros. “Isso possibilita a implementação de políticas públicas sociais para os afro-descendentes e também para pessoas de outras etnias. Queremos lutar por oportunidades para todos, pois somos todos iguais – brancos, negros, índios, orientais, portadores de necessidades especiais”.
A presidente do conselho Estadual de Participação da Comunidade Negra, Elisa Lucas Rodrigues, disse que a criação do Conselho representa um fato marcante na história de Pindamonhangaba. “É o grande momento de acabar com a exclusão, com o preconceito racial, e de conseguirmos aquilo pelo que lutamos desde a abolição da escravatura há 120 anos. Com o Conselho todas as propostas podem sair do papel e passar à reivindicações formalizadas, de luta por direitos e igualdades”.
Inclusão
O presidente do Conselho Municipal, Enéas Silva dos Santos, afirmou que “a inclusão dos negros na sociedade não deve ser feita apenas na cultura – que é uma obrigação do Estado, mas em todos os âmbitos”.
Para ele, o momento é especial para discutir questões e apresentar propostas que cobrem soluções e justiça em prol da comunidade negra. “Sem inclusão, não há abolição”, completou.
Ao fim da cerimônia o prefeito João Ribeiro citou os documentos do Arquivo Histórico Professor Waldomiro de Abreu. “Estamos restaurando milhares de processos centenários do município e, em muitos deles, temos informações referentes à escravidão e abolição. Já se passaram 120 anos desde a abolição e a sociedade ainda não reparou as injustiças e barbaridades que eram cometidas. Agora, com o Conselho e com a participação da sociedade civil, a Prefeitura vai se empenhar ainda mais em tudo que for possível nesta área, pois vamos abrir espaço para discussão de temas ligados aos negros na saúde, educação e cultura”.
Veja a relação dos integrantes do Conselho
Governo Municipal:
Titulares – Raquel dos Santos Amaral, Marcelo Gonçalves, Sandra Maria Monteiro Cândido, Maria José Otacílio, Mário Augusto Monteiro e Leila Regina Saquetti.
Suplentes – Márcia Ortiz Ferreira Tavares, Patrícia Mara de Matos Bregalda, Noemi Silva, Maria Aparecida da Silva, Judite Marili Pestana Gracce e Patrícia Mara Costa dos Santos Almeida.
Sociedade Civil:
Titulares – Enéas Silva dos Santos, Djalma Victorino, Edna Tereza Amorim, Juarez Celestino da Silva, Braz da Silva Souza, Claudemir S. Duarte dos Santos, José de Almeida, Benedito José de Azeredo Oliveira, José Benedito Silveira e Cristiano Gilmar do Nascimento.
Suplentes – Carlos Alberto da Silva, Marcos Antonio Victorino, Luana Santiago Novaes, Caio Augusto França Faustino, Marcio Antonio do Nascimento, Maria Auxiliadora Portela, Sandra Maria Monteiro Cândido, Hélio Donizete Ferreira, Denílson Luiz Bueno e Alexandre Justino da Silva.

Da Redacao