S. Paulo – O Centro Acadêmico Prof. Dr. Jarbas Vargas Nascimento, da Faculdade Zumbi dos Palmares, realizou, nesta terça-feira, debate de candidatos negros à deputado federal por S. Paulo. Durante cerca de duas horas, Vicente Paulo da Silva, Vicentinho, do PT, candidato à reeleição, o ex-prefeito Celso Pitta, do PTB, Regina Santos, do PV, e Cesar Rasec, do PCB, debateram propostas e responderam perguntas de uma platéia formada por estudantes que lotaram o auditório da Faculdade, na Rua Washington Luiz, no centro de S. Paulo.
O jornalista Dojival Vieira, editor de Afropress foi o mediador, à convite do presidente do Centro Acadêmico, João Bosco Coelho. Vicentinho, Pitta, Regina e César assumiram compromissos com a defesa do Estatuto da Igualdade Racial e do PL 73/99, projetos que criam Ações Afirmativas, entre as quais Cotas, e que serão votados provavelmente no ano que vem.
O ex-prefeito Celso Pitta foi questionado por César Rasec sobre suas relações com o ex-prefeito Paulo Maluf. Pitta negou que tenha qualquer contato, inclusive pessoal, com Maluf e defendeu-se citando obras que disse ter realizado quando ocupou a Prefeitura. Já o deputado Vicentinho respondeu a questionamentos sobre a postura do PT feitos pela candidata do PV.
Antes do início do debate, que foi assistido pelo reitor da Unipalmares, José Vicente, o presidente da União Nacional dos Estudantes, Gustavo Petta, fez uma convocação aos estudantes para que participem da 5ª Bienal de Arte, Ciência e Cultura da UNE, que terá como tema “Brasil-África: um rio chamado Atlântico”.
No final, o editor de Afropress, do Movimento Brasil Afirmativo, conclamou os presentes a se engajarem na mobilização pela Parada Negra, marcada para o 20 de novembro, Dia Nacional da Consciência Negra, na Avenida Paulista, e a assinarem o abaixo-assinado em defesa do Estatuto da Igualdade Racial e do PL 73/99.

Da Redacao