São José dos Campos/SP – A comissão da Campanha da Fraternidade 2015, da Diocese de São José dos Campos, no Vale do Paraíba, em S. Paulo, lembrará a passagem dos 127 anos da Abolição no Brasil, no dia 13 de maio, com um debate sobre os efeitos dos quase 400 anos de escravidão e a luta contra o racismo e pela igualdade racial.

O tema do debate, que acontece a partir das 19h30 no auditório da Faculdade Católica (Av. São João, 2.650 – Jardim das Colinas, em S. José) será “Quem são os iguais?”.

Foram convidados para integrar a mesa, a advogada Silvia Regina Dias, presidente da subseção da OAB/São José, o ativista da ONG Afronorte, de S. José dos Campos, Claudinei Correa, e o editor de Afropress, advogado e jornalista Dojival Vieira.

Diálogo

Para o ativista Claudinei Correa, a inclusão do tema na Campanha da Fraternidade pelo coordenador da Campanha professor Luigi Bertoncini, é um importante avanço para a luta contra o racismo em S. José dos Campos e Vale do Paraíba. “Essa atividade é resultado de diálogo entre membros da Afronorte e a coordenação da campanha da Fraternidade 2015, diálogo esse responsável por trazer para o centro da Igreja a situação envolvendo as minorias”, afirmou.

Correa, ex-assessor parlamentar da Assembléia Legislativa de S. Paulo, tornou-se conhecido em todo o Estado, ao denunciar o caso da abordagem discriminatória e abuso de autoridade por parte de policiais militares, que tentaram prender como suspeitos do furto de um par de tênis, seu filho Jeferson Machado Correa, e o genro Fabiano Augusto Pereira dos Santos. Os dois rapazes haviam acabado de fazer a compra na loja Tennisbar, do Calçadão de S. José, pagando normalmente pelo par de tênis, quando, na saída foram parados pelos PMs como suspeitos pelo fato de serem negros e terem aparência humilde.

O caso aconteceu no dia 29 de agosto do ano passado e teve grande repercussão nos meios de comunicação da região e nas redes sociais após a denúncia feita pelo ativista.

Veja o flagrante do vídeo com a abordagem abusiva e discriminatória dos policiais militares.

http://youtu.be/8F9iq0BAClY

 

 

Da Redacao