A corrupção no país chegou a um nível tal que deve ser abominada e execrada por nós, cidadãos comuns. Diante dessa vergonhosa máfia, nós, enquanto sociedade, temos que nos manifestar através de atos públicos e manifestações de denúncias ao descalabro moral a que chegamos nesse país.
Pois nunca como antes ocorreram tantos atos de corrupções em suas esferas públicas. Através de e-mails, conclamamos homens e mulheres para que enviemos mensagens ao Supremo Federal de Justiça e a OAB, repudiando tais procedimentos antiéticos, bem como solicitando o afastamento, imediato, dos envolvidos nas ações fraudulentas e que os obriguem a ressarcir o dinheiro que assaltaram dos cofres públicos.
Ruiu a aparência de eticidade que vinha sendo alardeada pelos líderes políticos do Partido Democratas, PPS e PSDB. Eles, mais uma vez, mostram que de ética não tinham e nem têm nada. O descalabro moral rondava também esses partidos fisiológicos e aproveitadores da coisa pública.
Nós, cidadãos brasileiros, não podemos permanecer passivos frente a tais corrupções e imoralismos com o uso dos nossos impostos. Ora, se não elegemos assaltantes, não queremos ser lesados em nossos direitos sociais.
Não queremos assistir pelas câmaras das TVs mafiosos, escondendo milhões em dinheiros em suas cuecas, bolsas e sacos. Nossos impostos deverão ser aplicados em melhoria de escolas, hospitais, creches, áreas de lazer para os jovens, emprego etc. e na formação de profissionais competentes e responsáveis com a coisa pública.
Basta de tanta roubalheira! Basta de tanta injustiça nesse país! Basta de tanta corrupção aos cofres públicos!
Levantemos nossas cabeças e voltemos às ruas, para dizer aos ladrões de colarinho branco que estamos acompanhando, indignadamente, suas atitudes de políticos profissionais em assalto, roubo e apropriação dos bens públicos.

Frei Antonio Leandro da Silva