S. PauloManifestações para celebrar o Dia da Consciência Negra e em memória de Zumbi – o líder do Quilombo dos Palmares – ocorreram em quase todo o país, em especial nas capitais e nas grandes cidades, porém, este ano, o número de participantes foi bem menor do que em anos anteriores.

Em São Paulo a manifestação marcada para o vão livre do MASP, na Avenida Paulista, dividiu espaço com outra de defensores da Operação Lava-Jato. Além de ter o seu percurso até o centro prejudicado, a Polícia Militar teve de intervir formando um cordão para evitar conflitos. Pouco mais de 200 pessoas estiveram presentes. Para os organizadores, 3 mil.

m Salvador foram duas marchas, partindo dos bairros da Liberdade e Campo Grande em direção ao Pelourinho. Também aconteceu uma atividade cultural “Alvorada dos Ojás”, que consistiu em envolver os troncos das árvores do Dique do Tororó, lagoa onde estão as estátuas que representam os orixás, em um pano branco formando um laço.

Segundo o organizador, jornalista Márcio Alexandre Martins Gualberto, do Coletivo de Entidades Negras (CEN) e colunista de Afropress, o ato simbolizou a ligação do homem com a natureza.

Atos esvaziados

A causa do esvaziamento, segundo lideranças ouvidas por Afropress, é o fato de terem sido convocadas por uma autoproclamada Convergência Negra, constituída por lideranças do PT e do PCdoB,  e ter como mote “Fora Temer”, a palavra de ordem em defesa e apoio da ex-presidente Dilma Rousseff.

Em nota, os organizadores admitiram que “o objetivo dos atos é “expor a sociedade que o governo de Michel Temer é oriundo de um golpe parlamentar e representa um retrocesso às conquistas democráticas e também uma ameaça aos diretos conquistados pela população negra nos últimos ano".

Para uma liderança negra, que preferiu não se identificar, "o que aconteceu em S. Paulo demonstra bem o equívoco do movimento negro partidarizado e controlado por partidos". "A Operação Lava-Jato deveria- e tem – o apoio quase total dos negros brasileiros, porque é a maior operação de combate a corrupção da história do país, responsável pela prisão de políticos e de grandes empreiteiros em Curitiba. Só eles (os militantes do PT e do PCdoB) a combatem. No Brasil, os negros são as maiores vítmas da corrupção", afirmou.

Não por acaso, as manifestações só tiveram destaque na conhecida rede de blogs sujos que era, até há pouco, mantida pelo PT no Governo, ganhando a manchete do Brasil 247 e no Brasil de Fato, dois desses blogs.

 

Da Redacao