Brasília – A pré-candidata do PT à Presidência, ex-ministra Dilma Rousseff, defendeu que o Governo tem de ter mais negros no Itamaraty, ao falar para cerca de 400 lideranças negras filiadas ao PT, no Encontro Nacional de Negros e Negras petistas.
“Nós temos que ter mais negros no Itamaraty. Esse é um compromisso do governo Lula, porque esse é um governo que fez uma política mais afirmativa em relação à África, esse era um país que estava virado de costas para a África”, lembrou.
Dilma também assumiu compromisso com os negros petistas de que manterá a defesa das ações afirmativas e das cotas, se for eleita, ao lembrar a persistência de preconceitos na sociedade brasileira.
“Isso que marcou profundamente nossa historia, a escravidão, trouxe para o Brasil uma das piores coisas, a marca indelével de que esse país foi palco de uma das maiores diásporas, movida a grilhões, e isso ainda caracteriza um aspecto de injustiça, que nós aqui temos compromisso de eliminar, de exclusão social que apesar do termino da escravidão permaneceu no Brasil, que afeta as pessoas pobres do Brasil e ainda tem traço de discriminação e racismo”, discursou.
Ações afirmativas e cotas
A candidata foi levada ao palco do encontro por lideranças religiosas de matriz africana, como makota, Célia Gonçalves, coordenadora do Centro Nacional de Africanidades e Resistência Afro-Brasileira (CENARAB), a entidade dentre as religiões de matriz africana, mais ligada ao PT. Também o cantor de Rap, Gog, do Distrito Federal, animou o encontro com duas músicas do seu repertório.
“O que nos une é o compromisso de que vamos continuar fazendo políticas afirmativas e de cotas, queiram eles ou não queiram. Quando tiramos 24 milhões da miséria, sabemos que outros ficaram na miséria e na pobreza e que temos que assumir compromisso com o fim da miséria nessa década. Entre os pobres está um contingente enorme da população negra e isso nós não podemos aceitar”, afirmou Dilma.
A candidata petista também revelou que, em conversa com o presidente Luis Inácio Lula da Silva, este lhe revelou que o próximo navio a ser lançado ao mar pela Marinha Mercante brasileira receberá o nome de Zumbi dos Palmares.
Na semana passada, Lula batizou um navio petroleiro com o nome de João Cândidato, o marinheiro negro, Herói da Revolta da Chibata.

Da Redacao