O secretário também lança o Pacto pela Valorização e Promoção da Diversidade de Gênero e Raça no Trabalho, instrumento através do qual, as empresas assumem o compromisso de enfrentar a discriminação e promover a diversidade.
O Selo foi criado pelo Decreto 47.911/06, assinado pelo prefeito Gilberto Kassab em novembro passado, e tem como objetivo estimular as empresas, entidades sindicais e organizações da sociedade civil a enfrentar um problema que aparece em todos os indicadores: negros e mulheres ganham menos e tem dificuldades em ascender a postos de comando por causa, respectivamente, do racismo e do machismo. As primeiras empresas a aderirem ao Pacto receberão o Selo em evento previsto para o dia 14 de fevereiro.
O café da manhã foi acertado com o presidente do Sindicato, Ricardo Patah, como uma forma de sensibilizar as empresas e organizações da sociedade civil a aderir ao Pacto pela Diversidade de Gênero e Raça no Trabalho – compromissos a serem assumidos como condição para receberem o Selo. “Vamos buscar sensibilizar as empresas da importância desse instrumento”, disse Patah.
Construído no segundo semestre do ano passado, com a participação do Instituto Ethos de Responsabilidade Social, Instituto Brasileiro da Diversidade e mais cerca de oitenta empresas, entidades sindicais e organizações da sociedade civil, o Selo Diversidade é uma iniciativa da Comissão Intersecretarial de Monitoramento e Gestão da Diversidade, criada pela Secretaria do Trabalho para implementar o GRPE – Programa de Fortalecimento Institucional para a Igualdade de Gênero e Raça, Erradicação da Pobreza e Geração de Emprego. A Comissão é presidida pelo jornalista Dojival Vieira, idealizador do projeto.
O Programa GRPE é implementado em parceria da Prefeitura, por meio da Secretaria do Trabalho, Governo Federal, por intermédio da Seppir, e Organização Internacional do Trabalho e faz parte da Agenda do Trabalho decente, da organização.
Segundo Viana, a idéia do Selo é estimular as empresas a entenderem a diversidade como
um valor. “A diversidade agrega valor. Queremos estimular as empresas e organizações a enfrentarem e superarem o quadro de discriminação que aparece nos indicadores”, afirmou.
Os convites para o evento já começaram a ser enviados. Também já foram convidados representantes da Seppir, da Secretaria das Mulheres da Presidência da República e da OIT.
Presença
A apresentação oficial do Selo deverá reunir não apenas empresas da base dos comerciários, que já tem ações afirmativas, como é o caso das Casas Bahia, Camisarias Colombo, Rede Marabrás, entre outras. Já confirmaram presença, Antonio Carlos Girelli, coordenador do Pensamento Nacional das Bases Empresariais (PNBE), Caio Magri, do Instituto Ethos de Responsabilidade Social, e Flávio Taiolli, do IBD, além de representantes do Banco Real e da Bovespa.
As empresas e entidades podem confirmar a presença no evento pelo telefone 11-2111-1833 (Sindicato dos Comerciários, com Márcia ou Patrícia) e 11-3224-6012 (Comissão da Diversidade da Secretaria do Trabalho, com Flávia, Thiago, Fernando, Elis ou Ana Carolina).