S. Paulo – A nova titular da Coordenação de Políticas para as Populações Negra e Indígena, da Secretaria de Justiça de S. Paulo, professora Elisa Lucas Rodrigues, 58 anos, pretende abrir o debate sobre o projeto de adoção de cotas apresentado pelo governador Geraldo Alckmin, como forma de recolher sugestões visando o seu aperfeiçoamento. “Nossa meta principal é divulgar todas as ações afirmativas e conscientizar a população negra dos nossos avanços”, afirmou.

Elisa, que ocupou o Conselho de Participação e Desenvolvimento da Comunidade Negra do Estado, de 2003 a 2010, tomou posse na Coordenação no início deste mês, em substituição ao advogado Antonio Carlos Arruda.

Segundo ela, a  Secretária de Justiça, Eloísa Arruda, responsável pelo convite, quer uma Coordenação ativa, "forte no sentido da realização e execução de políticas públicas, e não apenas para a realização de eventos". “Evento é vento, passa. Precisamos ter políticas públicas, uma coisa mais forte”, afirmou.

Cotas

Com relação ao projeto do Governador Alckmin, ela disse que representa um avanço e uma conquista importante, na medida em que as Universidades estaduais – USP, Unicamp e Unesp – por determinação do Governador, adotarão uma nova política de inclusão de negros e indígenas.

A Coordenação não tem rubrica própria no orçamento da Secretaria, porém, segundo Elisa, a Secretária garantiu que todas as ações voltadas a execução de políticas públicas terão apoio.

Além da participação no debate sobre o projeto de cotas – contestado pela Frente Pró-Cotas Raciais do Estado de S. Paulo, que reúne dezenas de entidades dos movimentos negro e popular paulistas -, Elisa disse que vai buscar a ampliação do programa “S. Paulo contra o Racismo” lançado há dois anos por Alckmin, e a intensificação da divulgação da Lei 14.187/2011, que pune na esfera administrativa atos de discriminação racial.

Com relação a estrutura da Coordenação, ela anunciou que pretende fazer algumas mudanças, inclusive, designar um responsável pela área indígena, que tem necessidades e demandas específicas.

 

Da Redacao