Florianópolis/SC – A Eletrosul – Centrais Elétricas -, que havia reservado no seu concurso público 20% das vagas para negros, voltou atrás e revogou o Edital com esta garantia.
A empresa, vinculada ao Ministério das Minas e Energia do Governo Federal e que na propaganda se anuncia como “Ligada ao novo Brasil”, tinha se tornado a primeira do setor elétrico a aderir à política de ações afirmativas no país.
O concurso é para o preenchimento de 43 vagas de nível superior e médio, além de um quadro de reserva de pessoal. Segundo Antonio Manuel Henriques Martins Tavares, do Departamento de Gestão de Pessoas da empresa, a volta atrás se deu em função de representação do Tribunal de Contas da União “e visando preservar o concurso público e os prazos já publicados”. A empresa, entretanto, manteve no edital modificado cotas para os portadores de deficiência.
No edital em que comunicou o recuo, a empresa comunica que até o dia 18/05 os candidatos serão comunicados sobre o horário e local das provas por correspondência e por meio de aviso na página na Internet, além do que avisa que os afrodescendentes inscritos que, em razão do impedimento poderão ter restituída a taxa de inscrição, por meio de recurso até a próxima terça-feira, 16/05.

Da Redacao