*****
SE CORRER O BICHO PEGA, SE FICAR…
O atual presidente da República está numa encruzilhada por não querer ou não saber administrar os apoios que tem recebido nesta fase da campanha eleitoral, que podem ou não resultar em votos nas urnas.
Se de um lado o setor de agronegócios, segundo o deputado Roberto Freire, poderá manifestar seu desapontamento com o governador mato-grossense Blairo Maggi (PPS) por seu apoio a Lula no segundo turno, na outra página do quadro político, lideranças do Movimento Negro mato-grossense, estão articulando a nível nacional um documento junto aos congêneres de todo o país, solicitando que Lula, apoiado na força dos 37% dos votos que obteve da comunidade negra em 2002, segundo o “Vox Populi”, repudie o apoio do “rei da soja” à sua candidatura, em função dele não haver cumprido os compromissos assumidos com a comunidade negra, em reunião realizada no Palácio Paiaguás, no primeiro semestre deste ano.
Lula, que não se pode negar, deu uma certa visibilidade a raça negra em seu governo, poderá receber também mensagens de repúdio pelo apoio recebido do governador catarinense Luiz Henrique, acusado de Racismo por atitudes e escritos considerados racistas na imprensa de Santa Catarina.
*****
MEDIDAS PROVISÓRIAS X SEGUNDO TURNO
As bancadas partidárias no Congresso Nacional serão as principais responsáveis pela mudança de rumo na votação do segundo turno, beneficiando Alckmin ou Lula nas urnas, se não votarem a partir desta semana e até o dia 27, 11 medidas provisórias de interesse da população, funcionalismo público, órgão públicos, anistiados políticos e a classe empresarial, que perderão a validade antes do dia 29, considerada data fatal para se definir quem irá ocupar a cadeira principal do Palácio do Planalto.
*****
SOSSEGAR O FACHO
Candidato a deputado federal por São Paulo, que conquistou uma das primeiras vagas entre os eleitos, nas eleições deste ano, a Nega Vina, cantada e desafiada em prosa e verso pelo concorrente Dener Pamplona de Abreu nos anos 60, precisa começar a autopoliciar as declarações que tem dado a imprensa antes da posse, esculhambando o processo político brasileiro, Depois da posse muito mais e de nada adiantará tentar usar o mesmo subterfúgio que utilizou, quando o personagem foi condenado a pagar uma multa de R$ 20 mil a vereadora paulistana Claudete Alves, por haver se referido a edil, em entrevista na Folha de S.Paulo, como “macaca de tailleur”, pois seus futuros companheiros de plenário no Congresso Nacional já estão de olho no seu calcanhar, além de alguns suplentes da sua grei partidária, de olho na vaga que poderá se abrir com sua exclusão do parlamento para o qual foi eleito.
*****
SELO DA DIVERSIDADE
Durante reunião realizada no último dia 5, aberta pelo Secretário Municipal do Trabalho, Gilmar Viana, que contou com a participação dos órgãos do governo federal, Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial – Seppir e Secretaria Especial das Mulheres, do Conselho de Participação e Desenvolvimento da Comunidade Negra e do Conselho de Participação Feminina, órgãos do Governo do Estado, do Instituto Sindical Latino-Americano para a Igualdade Racial (Inspir) e de dezenas de entidades sindicais, empresariais e do terceiro setor, foram aprovados, após várias reuniões realizadas ao longo de 2 meses, o Pacto para a Valorização e Promoção da Diversidade e o Selo da Diversidade da Cidade de São Paulo, que deverá ser conquistado pelas empresas que aderirem ao referido documento.
A proposta da Comissão Intersecretarial de Monitoramento e Gestão da Diversidade, órgão da Secretaria Municipal do Trabalho em parceria com a sociedade civil, não será de auditagem nem de certificação, mas de reconhecimento, e poderá ser usado pelo período de um ano, podendo ser renovado a partir da análise do Comitê quadripartite de acompanhamento, integrado pelo Poder Público, setor empresarial, sindicatos de trabalhadores em entidade do Movimento Negro e de Mulheres.
Empresas que já adotam política de Diversidade Racial em suas atividades, como os bancos, Real, Itaú e HSBC, além da Fersol e Kodak, se fizeram presentes à reunião pela adoção do Selo, que será outorgado no dia 22 de novembro próximo, cuja iniciativa conta com o apoio da OIT (Organização Internacional do Trabalho), Inspir, Sindicato dos Comerciários, Fiesp, Sebrae, Febraban, Dieese, Bovespa e outras entidades da sociedade civil.
*****
SEM VOTO
O factóide prefeito carioca Cesar Maia está minimizando o apoio da raça negra ao seu candidato no 2o. turno, por conta da sua repulsiva decisão que proíbe a partir de janeiro a cessão de espaços nas escolas para as aulas dos cursinhos pré-vestibulares, voltados em sua maioria para a comunidade negra sem recursos.
ASSESSORIA EFICIENTE
Durante o debate na BAND entre os candidatos no segundo turno das eleições presidenciais, o Alckmin deveria ter perguntado ao Lula se não seria melhor ele convocar o ex-petista Paulo de Tarso Venceslau, expulso do PT, para auxilia-lo nas respostas ao candidato tucano sobre casos de corrupção nas administrações petistas, já que o ex-sindicalista está muito preocupado em revolver o passado administrativo dos partidos. A “escola” descoberta pelo ex-petista não foi suspensa ou fechada, ao contrário, continua em pleno funcionamento, podendo levar até a pós-graduação ou doutoramento todos os seus freqüentadores.
*****
LEMBRETE
Quando foi usada a expressão “NEM QUE TENHAMOS QUE CORTAR NA PRÓPRIA CARNE”, durante a eclosão dos últimos escândalos dos petistas, ninguém esperava que surgisse no “embróglio” o nome do churrasqueiro preferido do Lula.
Foi mensagem cifrada ou uma ducha de água quente?

Antonio Lúcio