União de Esforços
Fiquem espertos os eleitores negros quando um político de qualquer etnia na campanha eleitoral que se inicia oficialmente no próximo dia 6, sem compromissos maiores com a nossa problemática: racismo, o preconceito e a integração racial, ações afirmativas, diversidade e defesa das minorias, além de outros pontos da luta para a conquista dos nossos direitos, procurar conquistar o seu voto e o da sua família, observe bem o que ele defende de melhor para o seu Estado e o Brasil, pois independente dos compromissos maiores com o desenvolvimento social e econômico do nosso país, saúde, educação, trabalho, moradia, é necessário que ele também assuma o de lutar para que realmente este país alcance a verdadeira democracia racial.
Quando da realização de um Seminário realizado no conglomerado habitacional da Cidade Tiradentes, no extremo Leste paulistano no último dia 13 de Maio, foi proposto para que a sociedade civil e o movimento negro organizado elaborassem uma Lista de Apoio aos candidatos compromissados com a nossa causa, negros, brancos ou amarelos, defendi a tese de que mais do que nunca precisaríamos paralelamente iniciar um trabalho de exclusão do processo eleitoral dos maus políticos e enganadores da população, que confiou nas falsas promessas de trabalho em prol do Estado e do Brasil que não se concretizaram devido o mau-caráter deste tipo de político.
O primeiro passo, particularmente já demos ao enviar para 2804 e.mails em que consta o nome dos atuais deputados federais de todos os estados brasileiros, para que seja analisado o trabalho que cada um realizou em prol do país para que o eleitorado mais uma vez não seja levado novamente levado para mais um engodo eleitoral, ao votar em 1o de outubro vindouro. Por outro lado, paralelamente estamos realizando um trabalho de ascultação, consultas e diálogos visando a união de esforços de políticos negros, fazendo com eles uma análise de suas reais possibilidades eleitorais, visando colocar de lado a vaidade de cada um, para que numa ação conjunta possamos ao menos em São Paulo, participar efetivamente do bolo eleitoral de cerca de 28 milhões de eleitores, voltando nossa comunidade negra a ter representação na Câmara dos Deputados.
A Lista de Candidatos Negros compromissados com a nossa problemática, começa a circular em 1o de agosto e os políticos de qualquer grei partidária, que não assumirem a defesa dos pontos constantes da mesma, podem esperar e até tentar se eleger, mas será sem o apoio da comunidade negra paulista e brasileira.
****
Todos Iguais
O MST e o MLST, cujos líderes “defendem” a reforma agrária e o assentamento dos trabalhadores rurais e até hoje nunca lavraram a terra e não plantaram nem uma graminha nas áreas que receberam, são entidades entrosadas na tomada do dinheiro público para outras finalidades, como obter passagens aéreas de órgãos governamentais ou para realizar badernas públicas, para tentar desestabilizar um dos Poderes da República.
*****
Raça e Gênero
A vice-prefeita de Cuiabá, Jacy Proença, entregou durante o lançamento dos Anais da I Conferência Municipal da Igualdade Racial, realizado no ano passado, o Selo “Raça e Gênero” a Roseli Barbosa, coordenadora da Sala da Mulher na Assembléia Legislativa de Mato Grosso, como reconhecimento da sociedade mato-grossense ao trabalho por ela desenvolvido na área de ações sociais naquele progressista Estado do Centro-Oeste.
*****
Solo Angolano
Quem estiver na baiana Salvador durante a realização do II CIAD no período de 11 a 14 próximos, não pode deixar de visitar o solo angolano que é a Casa de Angola na Bahia ali na Praça dos Veteranos,05, Baixa do Sapateiro, onde se encontram livros,discos e peças de artesanatos, além de outros produtos da Cultura da República de Angola.
*****
II CIAD
Aliás, por falar em CIAD – Conferência Internacional da África e da Diáspora, que se realiza em sua segunda versão mundial, a primeira foi em Dakar no Senegal, não deixará de contar com uma nota de protesto de professores e pesquisadores negros brasileiros com trabalhos realizados sobre das populações negras e a diáspora no mundo, se forem alijados do processo de participação nas mesas temáticas do evento que será efetuado no Centro de Convenções da Bahia, com direito a presença de Chefes de Estado ou de Governo da países africanos, além de Nelson Mandela, Steve Wonder, a premiada escritora Toni Morrison, Desmond Tutu.
*****
Definições Políticas
Terminado o prazo para o lançamento de candidatos aos cargos majoritários e proporcionais nas eleições de outubro, em termos de comunidade negra em alguns Estados estão definidas algumas candidaturas, como a do atual deputado federal, ex-prefeito de Porto Alegre e ex-governador Alceu Collares, que com a lembrança e força dos seus 2.319.400 votos, conquistados na época para governar o Estado do Rio Grande do Sul no período de 1991-1994, pretende retornar à cadeira principal do Palácio Piratini. E no mesmo Rio Grande do Sul, desponta a candidatura a Deputada Federal da professora Maria Conceição, mulher, negra e guerreira com relevantes serviços prestados a comunidade sul-Riograndense, presidente da entidade Maria Mulher, além do atual deputado estadual Edson Portilho, candidato à reeleição pelo PT. No Rio de Janeiro, após a deputada federal Jandira Feghali ter sido a escolhida como a candidata petista ao Senado ao invés da negra teimosa Benedita da Silva que havia apresentado sua pré-candidatura ao partido em 15 de dezembro passado, Jurema Batista, disputa a eleição como candidata a Deputada Federal ao lado do vereador carioca Edson Santos, que almeja uma cadeira na Assembléia Legislativa. A Presidente da Secretaria Nacional do Movimento Negro do PDT, Edialeda Nascimento, ex-Secretária de Estado no governo Leonel Brizola, articulou junto as bases estaduais do seu partido em Mato Grosso e em Santa Catarina, o lançamento dos nomes do ex-vereador cuiabano Aurélio Augusto e da liderança negra de Isaias da Mata, como candidatos a Deputado Federal, nos respectivos Estados. E devem se confirmar mais candidatos pelo Brasil afora.
*****
Obrigação Moral
A SEPPIR está na obrigação moral de dar uma satisfação plausível para os comunicadores afro, pela trapalhada em que se envolveu ao escolher uma empresa em situação pré-falimentar como a Varig, que vem cancelando vôos há mais de dois meses, para transporta-los até Brasília, onde deveriam participar de um evento prometido para se realizar desde julho do ano passado, sendo obrigados a desfazer seus compromissos e agendar a presença na capital da república, que não se realizou pelo cancelamento dos vôos para os quais foram destacados, sem contar que quem ficou encarregado (a) de cuidar do assunto, ignora a distância do centro de São Paulo ao Aeroporto de Guarulhos ou a dificuldade para saindo de Bagé um passageiro poder alcançar o Aeroporto Salgado Filho, em Porto Alegre.
*****
“O maior dos males que aflige a humanidade é o deslumbramento das pessoas com o Poder e a falta de discernimento em reconhecer que não se está capacitado (a) para exercer determinadas funções”.
*****

Antonio Lucio