S. Paulo – A ONG ABC sem Racismo protocola na próxima segunda-feira (16/07) representação junto ao Ministério Público de S. Paulo pedindo que o MP apure a prática de racismo por parte do ex-árbitro Oscar Roberto de Godói (foto à direita). No programa Debate Bola, da TV Record, de que participa como dublê de comentarista, Godói, que é negro, atribuiu o fraco desempenho da seleção brasileira contra o Equador na Copa América ao fato de a maioria dos jogadores ser constituída por negros. “Está parecendo time da África. O que falta para a seleção é um loirinho. O Josué? Ele também tem um pé na senzala”, afirmou Godói, acrescentando: “eu nunca vi seleção que não tivesse pelo menos um loirinho de olho azul”.
A seleção brasileira tem maioria de jogadores negros disputando a Copa América e como titulares. Debate Bola é exíbido de segunda a sexta, das 12:00 às 12:45, na TV Record de São Paulo, e na Rede Família das 19:15 às 20:00.
O comentário causou espanto até mesmo do apresentador do programa, jornalista Milton Neves, que o considerou “uma besteira”, tendo em vista a composição negra da população brasileira – cerca de metade da população, segundo dados do IBGE.
Pessoas que assistiam ao programa, como a professora Thalita Stein, reagiram com perplexidade. “Eu me assustei. Nunca tinha ouvido comentário desse tipo. O próprio Milton Neves comentou que era uma besteira. E o que mais me impressionou é que Godói falou isso em tom sério, e com cara de meio bravo”, afirmou.
Na representação que será protocolada junto ao Grupo Especial de Inclusão Social do Ministério Público do Estado, o presidente da ABC sem Racismo, jornalista Dojival Vieira, pede que seja apurada a ocorrência de infração à vários artigos da Lei 7.716/89 (Lei Caó), em especial, o artigo 20, que considera crime “praticar, induzir ou incitar a discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião ou procedência nacional”.
Godói é conhecido pelas polêmicas que cria, porém, segundo pessoas que assistiam ao Debate Bola, “desta vez” extrapolou. A reação de espanto e indignação também foi manifestada pelo telespectador Rodrigo Coelho, que escreveu à Afropress, denunciando o caso. A jornalista Daniela Gomes também ficou perplexa com o comentário que ela considera de caráter abertamente racista e depreciativo à população negra.
Apesar dos comentários de Godói, o Brasil não apenas venceu o Equador, com gol de Robinho, o artilheiro da competição, como está na final contra a Argentina, que será disputada neste domingo, às 18h, em Maracaibo, na Venezuela.

Da Redacao