S. Paulo – A Feira Preta – a maior feira voltada à cultura negra na América Latina – completa 10 anos neste fim de semana e, segundo Adriana Barbosa, sua idealizadora e coordenadora do evento, já reuniu 90 mil pessoas nesse período.
A Feira, ao longo desse tempo tem sido vitrine de marcas e serviços, além da programação cultural. Pode-se encontrar lá, de roupas, a objetos de decoração e livros. “Uma marca de cabelo que queira expor, precisa ter cremes específicos ao tipo de fios dos negros”, comenta Adriana.
Segundo ela, o mercado de produtos para negros está em expansão. “O empreendedor percebe que existe um mercado e investe. Com isso, o consumidor passar a comprar produtos que o respeita.”, afirma.
Um exemplo dessa expansão é que a Feira Preta já é uma franquia e deverá ser ampliada para outros Estados, de acordo com sua idealizadora.l
A expectativa dos organizadores que só neste fim de semana (17 e 18/12) 16 mil pessoas compareçam ao Centro de Exposições Imigrantes (Rodovia dos Imigrantes, Km 1,5 – na saída de S. Paulo para quem vem para o Litoral). Nos dois dias haverão shows de artistas como o saxofonista Gary Brown e o cantor Criolo.
Serviço
Feira Preta
Onde: Centro de Exposições dos Imigrantes (rodovia dos Imigrantes, Km 1,5, São Paulo, SP)
Quando: 17 e 18/12, das 13h às 22h
Quanto: R$ 15 (estudante) ou R$ 30

Da Redacao